sexta-feira, 26 de maio de 2017

Projeto de Leitura em Conjunto - O Conde de Monte Cristo #5


No post de hoje irei comentar sobre a 4º semana do Projeto de Leitura Compartilhada do livro O Conde de Monte Cristo.
Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.
Já estamos chegando a metade do livro. Vamos aos acontecimentos. Semana passada eu esqueci de mencionar o fato de Dantès oferecer haxixe para Franz durante sua visita a ilha, em uma cena que me lembrou e muito o filme As Branquelas, quando o Latrell toma esctasy... Sério, Franz fica MUITO louco.
Franz e Albert visitam o Coliseu, apesar de toda a recomendação do hoteleiro para ele não irem, devido à presença de Luigi Vampa, um salteador italiano, que está atundo na região. Durante a visita, enquanto Albert conhece o local, Franz o aguarda próximo à entrada.
Enquanto espera Albert, Franz ouve sem querer a conversa entre dois homens, que discutem sobre a libertação de um prisioneiro, que será executado no dia seguinte. Qual é a sua surpresa, quando percebe que um dos homens é seu anfitrião da ilha de Monte Cristo e o outro é salteador Luigi Vampa. E eu tenho CERTEZA que isso foi intencional.
Os dois jovens retornam para o hotel, e são convidados pelo vizinho, o Conde de Monte Cristo, que é Edmond Dantès. Franz fica muito confuso, pois nem o conde, nem seu empregado não dá sinal de reconhecê-lo da sua visita à ilha de Monte Cristo. Franz fica intrigado, com o pé atrás, ao confirmar que uns dos homens que discutiam a libertação de um condenado, mas não menciona nada com Albert, que fica cada vez mais admirado com a personalidade do conde.
Como era habito na época, antes da abertura do carnaval ocorreria a execução de um dos condenados. E é aí que Monte Cristo tem uma conversa SENSACIONAL sobre justiça, vingança e punição. E para nós leitores, que sabemos quem é o conde e tudo lhe aconteceu é incrível.
Nessa cena eu só fiquei pensando – Danglars, Fernand e Villefort vão se arrepender amargamente do dia que traíram Dantès.
Acabado a execução, começa o carnaval. O conde cede sua caleche (uma espécie de carruagem), para que os rapazes aproveitem o carnaval. Os dois, que não haviam conseguido alugar uma, aceitam de bom grado.
Durante os dias de festa, Albert começa a flertar com uma moça fantasiada de camponesa. No ultimo dia de festa, Albert descobre que ela é ninguém menos que a namorada de Luigi Vampa, o salteador, que rapta Albert e pede um valor que nem Albert nem Franz possuem.
Franz por decide pedir ajuda ao conde, que consegue libertar Albert, que lhe fica eternamente grato. E se oferece para apresenta-lo a sociedade francesa, que o conde afirma não conhecer. E o conde marca uma visita a Albert pra dali 3 meses. Franz, que continua cismado com o conde, comenta com Albert sobre o que ouviu no Coliseu. Albert não dá importância e os dois se separam. Os três meses se passam, e o conde chega pontualmente a casa de Albert, que o aguarda juntamente com alguns amigos.

E é aqui que terminamos nossa leitura dessa semana. Nessa semana que vem leremos na Parte 3, do capítulo 2 (O café-da-manhã) até o capítulo 12 (A Família Morrel). Espero que tenham gostado, beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário