sexta-feira, 29 de abril de 2016

Correio Coruja + Leituras de Abril + Próximas Leituras


Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Viajei com: 50 Contos de Machado de Assis


Tudo bem com vocês???
No post de hoje quero conversar com vocês sobre o livro 50 Contos de Machado de Assis.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



Como o próprio título já diz o livro trás 50 contos escrito por Machado, que foram selecionados e organizados por John Gledson.
Machado durante a narrativa dos contos estabelece uma comunicação mais direta com o leitor, o que torna a leitura envolvente, como se você estive escutando um caso muito interessante contado por um amigo durante uma conversa. Para vocês terem uma noção, quando eu fazia o 8º Ano, meu professor de Português pediu a leitura de um conto do Machado que tinham no livro didático, o conto era A Cartomante, que se tornou meu preferido dele. Embora faltassem poucos minutos para bater o sino, eu comecei a ler na mesma hora, fiquei tão presa na narrativa, tão imersa no texto, que o sino bateu e eu nem percebi, quando dei por mim: cadê meus colegas???
Além da narrativa envolvente, há outro ponto em comum entre os contos de Machado, a ironia. Segundo o dicionário, ironia é: “ret figura por meio da qual se diz o contrário do que se quer dar a entender; uso de palavra ou frase de sentido diverso ou oposto ao que deveria ser empr., para definir ou denominar algo”.
Usando essa mesma figura de linguagem Machado consegue te chocar, te deixar pasmo, te fazer rir... Machado sabia empregar muito bem a ironia, e de uma forma sutil ele criticava através de suas obras uma sociedade fútil, preconceituosa. Não é atoa que ele é considerado um dos melhores escritores brasileiros de todos os tempos.

Então, fica MEGA recomendado esse livro. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Autores que tenho ou quero a obra completa


Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Qual o seu pedido????


Tudo bem com vocês????? Esse post é para vocês deixarem suas sugestões, seus pedidos, etc...



Há algo que vocês querem que ver no blog??? Algo que vocês querem que eu comente???
É só deixar nos comentários. Beijos e até a próxima.



segunda-feira, 18 de abril de 2016

Viajei com: Extraordinário - R. J. Palacio

Olá... Tudo bem com vocês??? Hoje quero compartilhar minha incrível experiência de leitura de Extraordinário de R. J. Palacio.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



O título descreve perfeitamente esse livro, pois sim, ele é EXTRAORDINÁRIO... Nesse livro conhecemos a história de August (Auggie), um menino de 10 anos que mora com os pais e a irmã, Olivia (Via).
August nasceu com uma anomalia facial genética. Devido a essa anomalia ele teve de passar por vários procedimentos médicos e nunca havia frequentado a escola, sua mãe lhe dava aulas em casa. Mas como sua saúde está estável e ele não necessita de tanto acompanhamento médico, sua mãe decide que ele deve começar a frequentar uma escola regular, apesar das relutâncias ele aceita – a história do livro é basicamente essa: como foi o primeiro ano de escola de August.
O livro é narrado em primeira pessoa por vários personagens... E isso é fantástico, pois creio que de outra forma esse livro não funcionaria. Conforme vamos conhecendo cada personagem nós criamos empatia por eles ou mesmo mudamos a opinião que tínhamos sobre eles com base no ponto de vista que outro personagem nos apresentou – ADOREI ISSO – ANTES DE JULGAR DEVEMOS PROCURAR CONHECER TODOS OS LADOS DA HISTÓRIA, e isso foi sensacional, mas senti falta do ponto de vista dos pais da Via e do August.
Essa é uma história tocante sobre bullying, adaptação, superação, relacionamento familiar, importância da família, sobre fazer parte de um grupo. A leitura é SUPER rápida, pois a escrita é simples e sem muitos desafios, por esse motivo é um excelente livro para ser trabalhado na escola, como leitura conjunta com os alunos. Apesar de utópica a mensagem é contagiante e dá uma esperança. Quero muito ler os demais livros dessa história que foram lançados.
Agora vou mostrar detalhes da edição, que está muito bonita:












Espero que tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Minha coleção de livros e de marcadores - Parte 6


Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Série completas/ inacabadas/ incompletas


Olá! Vi esse modelo de vídeo no canal Geek Freak, do Victor, que é um mega fofo, e resolvi fazer também.

Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Viajei com: O Sol é Para Todos - Harper Lee


Tudo bem com vocês??? Depois de ouvir muita propaganda da Mell Ferraz, do canal Literature-se, finalmente li o livro O Sol é Para Todos da Harper Lee, que foi lançado em 1960 com o título To Kill a Mockingbird (traduzido em Portugal para Por Favor, Não Matem a Cotovia ou Mataram a cotovia).

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



O livro é narrado em primeira pessoa por Scout Finch, uma criança na faixa dos 6/8 anos de idade e se passa na década de 30. No começo da história Scout narra sua infância em Maycomb (cidade do sul dos Estados Unidos) junto com o irmão Jem e o amigo Dill. Scout e o irmão são criados pelo pai, Aticcus Finch, e a governanta Calpurnia, pois sua mãe havia falecido.
Durante os verões a brincadeira preferida das crianças era “perturbar” o vizinho chamado Boo Radley, que era uma pessoa extremamente reclusa. É importante lembrar que o romance é baseado livremente nas memórias familiares da autora, assim como em um evento ocorrido próximo a sua cidade natal em 1936, quando ela estava com 10 anos de idade e Dill é inspirado no escritor Capote, que era amigo da autora.
Atticus, pai de Scout, é retratado como uma pessoa bem culta, pois sempre esta lendo e estudando, e respeitada pelas pessoas. Quando ele é designado como advogado de Tom Robison, um rapaz negro que foi acusado injustamente de ter estuprado Mayella Ewell, uma jovem branca de uma família extremamente pobre, as coisas mudam. Por Atticus ter aceitado o caso, a sua família começa a sofrer rejeição de alguns moradores da cidade.
Nós temos todo o julgamento, os depoimentos, e o veredito... tudo pelo ponto de vista da Scout. O livro trás temas polêmicos, fortes e complexos, mas a foram como eles são tratados é “simples”, “singela” e “descomplicada” através do olhar de uma criança – e isso é INCRÍVEL...
O livro ganhou o prêmio Pulitzer e se tornou um dos maiores clássicos da literatura norte-americana moderna. Deu origem a um filme homônimo, vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado em 1962.
FICA MUITO RECOMENDADO. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

quarta-feira, 6 de abril de 2016

TAG: Como eu leio.

OLÁ... OLÁ... OLÁ... Tudo bem com você??? Hoje irei responder a TAG: Como eu leio. Não sei quem criou, mas vi no canal da Tatiana Feltrin. Vamos as perguntas.

·       Como você descobre sobre novos livros para ler?

Em geral eu descubro os lançamentos através dos canais e blogs literários que acompanho, e através das redes sociais das editoras. Também descubro livros através dos grupos de leitores que participo no Facebook, em especial o grupo Devoradores de Livros, que menciono constantemente aqui no blog e no canal.


·       Como você entrou nesse mundo da leitura?

Eu não sou de uma família de leitores e minha mãe não tinha muito tempo para me ensinar, pois tinha de trabalhar para sustentar a casa, então eu aprendi a ler aos 6 anos na alfabetização (silabando, mas lia), na época chamada de pré-escola, como eu fui a primeira a ler na minha classe, eu li o discurso da formatura (treinando muito em casa, com um imenso frio na barriga, mas foi). E isso me deixou muito empolgada com essa minha nova habilidade: LER, e eu queria explora-la.


·       Como o seu gosto literário mudou com o passar do tempo?

Como não podia comprar livros, eu me servia dos livros da biblioteca da minha escola, mas não havia muitos livros, e eu fui ficando sem opções de leitura. Além disso, meu gosto literário era muito, muito restrito, lia muito livro mais infantis, poemas. Até que no meu 9º ano, um aluno novo entrou na minha turma, e assim como eu, ele era um nerd, e me apresentou a Sherlock Holmes. Li todos os livros emprestados da Biblioteca Municipal – APAIXONEI pelo gênero Romance Policial que ainda é o meu favorito. Minha leitura era restrita principalmente a esse gênero. Após a conclusão do curso em 2011, meu ritmo de leitura caiu bruscamente, fiquei um pouco deslocada, sem saber o que fazer da vida... para onde ir... No final de 2012 fui aprovada no concurso e comecei a trabalhar como professora de Ciências, no qual trabalho atualmente e retomei o ritmo normal de leitura. Duas coisas contribuíram muito para a diversificação das minhas leituras após esse período:

1. Minha entrada no grupo “Devoradores de Livros” – no fim do ano passado, a Nazaré propôs um desafio literário onde cada mês representa uma categoria desafio. Para conferir minha lista é só clicar no link: Novidades para 2015.

2. Eu resolvi participar do “Projeto lendo o Mundo”, para saber mais sobre o projeto é só clicar no link: PLM.


·       Com que frequência você compra livros?

Do final de 2013 para cá, eu compro livros todos os meses (creio que fiquei sem comprar livros apenas 2 meses).


·       Como você entrou nesse mundo dos Canais Literários?

No meu caso no mundo dos blogs. Eu falei muito sobre isso na TAG: Eu Blogueira. Dá uma conferida. Mas esse não é o meu primeiro blog. Sou professora de Ciências, atuo nos anos finais do Ensino Fundamental e sempre procuro material para as aulas na internet, e percebi que poucos locais disponibilizavam práticas cientificas de forma mais acessível e organizada, então resolvi criar o blog Ana Bióloga (mas hoje estou tentando disponibilizar mais materiais), isso foi em março de 2013. Agora, como decidir criar esse blog: em setembro de 2014 decidi criar um blog como forma de compartilhar meu amor pela leitura e pelo universo literário, pois apesar de não ser professora de Português gosto de indicar livros para os meus alunos e de incentivar a leitura.


·       Como você reage quando não gosta do final de um livro?



Falando sério: comento nos post, que não gostei do livro ou apenas do final dele. Apenas isso.


·       Com que frequência você espia a última página do livro pra ver o que acontece no final?

Bem, costumo fazer MUITO isso, em especialmente quando a história me deixa angustiada.


Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Viajei com: As Memórias de Sherlock Holmes - Sir Arthur Conan Doyle


Tudo bem??? Hoje quero conversar com vocês sobre o livro As Memórias de Sherlock Holmes de Sir Arthur Conan Doyle.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


O livro foi lançado em 1894, e reúne 11 contos narrados pelo Dr. Watson que foram publicados entre Dezembro de 1892 e Dezembro de 1893 pela revista Strand Magazine. Os contos são:

O Estrela de Prata Dezembro de 1892;

Singular caso do desaparecimento do cavalo "Estrela de Prata", campeão de hipismo, e o assassinato do treinador do cavalo. Isso próximo à corrida da Taça Wessex.


A Face Amarela – Fevereiro de 1893;

Mr. Grant Munro procura Sherlock Holmes por suspeita de adultério, mas o desdobramento do caso é completamente impensável.


O Escriturário da Corretagem – Março de 1893;

Dr Watson tira uma pequena licença de sua clínica médica para auxiliar Holmes num novo caso. O novo cliente do detetive, Mr. Pycroft, fica sabendo de uma vaga de emprego na firma de corretagem Mawson & Williams, por um bom salário, quando recebeu uma nova proposta, de um homem que oferecia-lhe quase o dobro do que iria ganhar na Mawson & Williams, para que Pycroft sequer se apresentasse ao novo cargo, Pycroft deseja que Holmes descubra mais sobre a estranha proposta, que já foi aceita.


A Tragédia do Gloria Scott – Abril de 1893;

Watson incomodado com o excesso de papelada de Holmes sugere uma organização de seus arquivos, durante o processo Sherlock Holmes encontra alguns papéis referentes ao caso "Gloria Scott", e resolve contar sobre o caso a Dr. Watson.


O Ritual Musgrave – Maio de 1893;

Também enquanto organizava seus arquivos, Sherlock Holmes se deparou com documentos relacionados a um misterioso caso de sua juventude, que envolvia um documento e um tesouro relacionados à família Musgrave.


O Enigma de Reigate – Junho de 1893;

Após trabalhar arduamente em um caso de importância internacional, Sherlock Holmes acaba ficando enfermo e é mandado a Lyon na França para que se restabeleça, mas os mistérios parecem perseguir o famoso detetive, mesmo na calma zona rural.


O Corcunda – Julho de 1893;

Sherlock Holmes faz uma visita a Dr. Watson em uma hora e momento um pouco peculiares, tarde da noite, e com muita chuva, para pedir que o médico acompanhasse-o numa de suas investigações. O coronel James Barclay foi assassinado de uma forma aparentemente violenta, e sua esposa Nancy é uma das principais suspeitas da polícia, mas Holmes não confia tanto nesta hipótese, e resolve investigar o caso, para evitar que um inocente vá para a prisão. Um caso muito interessante e bem arquitetado.


O Paciente Internado – Agosto de 1893;

O Dr. Percy Trevelyan, procura Sherlock Holmes, por conta de um paciente muito suspeito que visitou a sua clínica.


O Intérprete Grego – Setembro de 1893;

Essa história é a principal fonte de estudos sherlockianos a respeito da família de Sherlock Holmes. Neste conto, Sherlock é levado a descobrir o mistério que envolveu um colega de trabalho de Mycroft Holmes, que servia de intérprete da repartição e que atuava principalmente como intérprete de grego, já que a Grécia era sua terra natal.


O Tratado Naval – Outubro/ Novembro de 1893;

Percy Phelps, um antigo colega de Dr. Watson, e envia uma carta ao amigo, pedindo o auxílio deste e de Sherlock Holmes, pois importantes documentos que estavam sobre sua responsabilidade sumiram, não bastando isso, Phelps ainda sofre uma tentativa de assassinato.


O Problema Final – Dezembro de 1893.

Esse conto causou MUITA, MUITA polêmica mesmo. Sherlock Holmes decide enfrentar o maior bandido de toda a Europa, o Professor Moriarty. Ainda bem que Conan Doyle voltou atrás da decisão que ele havia tomado...


Espero que vocês tenham gostado, beijos e até a próxima.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Correio Coruja + Leituras de Março + Futuras Leituras


Harry Potter e a Ordem da Fênix

Grupo Devoradores de Livros

Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.