sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Citação - A Esperança (Suzanne Collins) #2


“- Como é que você suporta?

Finnick olha pra mim com a descrença estampada no rosto.

- Eu não suporto, Katniss! Eu obviamente não suporto. Eu me arrasto dos pesadelos todas as manhãs e descubro que não há nenhum alívio em estar acordado.”


Suzanne Collins – despedaçando, estraçalhando, dilacerando nossos corações... "Quer um torrão de açúcar?"

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

TAG - Isso ou Aquilo (Jogos Vorazes)



Olá, aproveitando o clima da estreia de A Esperança – Parte 1 estava procurando uma TAG sobre a trilogia e achei 3 (todas no canal da Vevs). Então responderei uma a cada quarta-feira restante este mês.
A TAG de hoje é a Isso ou Aquilo com perguntas relacionadas à Trilogia Jogos Vorazes. Quem criou: www.youtube.com/AurasBookBox (mas o vlog está desativado).
Vamos às perguntas:


- Gale ou Peeta

O Gale é um fofo e um lindo, mas o garoto do pão é mais. Peeta.




- O estilo louco da Effie ou simples como Cinna

Sou uma pessoa sem muita frescura com o visual, mais simples, então ia adorar ter o Cinna por estilista.




- Vida na Capital ou se arriscar nos distritos

A pergunta é: alguém escolheria se arriscar nos distritos??? Vida na Capital, lógico.




- Pão do Distrito 11 ou o ensopado da capital.

Pão do distrito 11. Amo pão.




- Habilidades de arco e flecha da Katniss ou habilidades de luta com facas do Cato.

Habilidade de facas do Cato. Minha mira é péssima.




- Dom de camuflagem do Peeta ou dom de escalada da Rue.

Olhando mais estrategicamente, creio que o dom de escalada seria mais útil. Então: dom de escalada da Rue.




- Tornar-se um Avox ou ser picado por uma teleguiada.

Amo minha língua no lugar dela. Então: que venham a teleguiada.



- Juntar forças com os carreiristas ou correr para as colinas.

Correr para as montanhas é mais seguro. E os carreiristas que se matem.



- Quem é mais fofa? Prim ou Rue.

Essa foi a que mais me deu trabalho para responder, pois apesar da pouca idade, a Prim com, e a Rue, os sofrimentos vividos em seus distritos fez com elas amadurecessem rápido.
Prim auxilia sua mãe a prestar cuidados médicos a pessoas muitas vezes em estado critico, sem nem titubear e com determinação. E Rue “é tão princesinha de contos de fadas, como eu” (parafraseando Olho-Tonto), pois é uma sobrevivente (bom... vocês entenderam) e sua vontade de viver é muito grande.
Mas, como tenho de escolher: Rue.




- Correr para a Cornucópia ou correr para as colinas.

Colinas. Caso contrário não sobreviveria nem aos primeiros minutos na Arena, morreria na Cornucópia mesmo.




É isso pessoal, espero que tenham gostado. Peço que ajudem a divulgar o blog e até a próxima. Beijos.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Viajei com: A Esperança - Suzanne Collins.

Olá, hoje teremos a última resenha da Trilogia Jogos Vorazes – Suzanne Collins. O último livro foi lançado em 2010, com o titulo Mockingjay, sendo traduzido e publicado pela editora Rocco em 2011 com o título A Esperança, com 416 páginas.



A Esperança é o livro com a história mais densa, mais pesada da trilogia e em minha opinião o livro com o começo mais arrastado de todos.
A história continua sendo narrada por Katniss, que está totalmente confusa, o seu stress pós-traumático está no nível máster, e digamos que os acontecimentos seguintes não contribuem em nada para a melhora do quadro psicológico dela.
Nesse livro não temos os Jogos, pois o foco da história é a revolução e a guerra entre os revoltosos e a Capital. Posso adiantar que gostei do final, embora não seja meu final de livro favorito.
Para você que ainda não leu os livros ou não assistiu aos filmes, AVISO: a partir daqui terá spoiler dos dois primeiros livros. Poderá conter spoiler de A Esperança.


No final de Em Chamas, Katniss e outros participantes dos Jogos são resgatados pelo pessoal do Distrito 13 – ISSO MESMO, eles ainda existem, a destruição do Distrito 13 foi uma farsa sustentada pela Capital, a fim de manter os distritos amedrontados, com a possibilidade da destruição de seus lares.
O 13 é governado pela presidente Coin, e a rigidez em que os habitantes vivem lembra e muito Panem sobre o controle da Capital, a diferença é o fornecimento regular de comida.
Coin tenta convencer Katniss a se tornar o tordo da revolução, símbolo oficial que permitiria unir os demais distritos e até alguns moradores da Capital, que começam a ficar desgostosos, pois a cultura de “pão e circo” acabou, uma vez que os jogos acabaram e há falta de muitos itens provenientes dos distritos revoltosos. Após alguma persuasão ela aceita a proposta.
O interessante é que Katniss, embora se torne o símbolo da revolução, não é descrita em momento algum como a “redentora”, como se apenas ela fosse capaz de ser esse símbolo.
Ao longo do desenvolvimento da história, desde Jogos Vorazes até A Esperança, podemos ver os métodos de controle desenvolvidos pela Capital: os jogos, o isolamento dos distritos, a fragmentação da produção; e como esses métodos se mostraram ineficazes a longo prazo.
Creio que a autora quis retratar que a ditadura irá gerar rebelião, a repressão uma hora ou outra irá gerar uma revolta na população, assim como ocorreu com a escravidão, o apartheid, o nazismo, o fascismo e outros tipos de opressão (mesmo que haja um segundo interesse envolvido).
Assim como representar a utilização da população como massa de manobra, utilizada pelos governantes para atingir seus objetivos, de forma totalmente alheia a população e suas necessidades, utilizando-se da máxima “OS FINS JUSTIFICAM OS MEIOS”. Me lembrando os imperadores romanos (e outros exemplos) que sucediam um ao outro, sem a menor mudança positiva na vida daquela população, você se lembra de algo???
Katniss, assim como vários outros personagens, é manipulada como joguete desde o começo da história, pela Capital para apaziguar os distritos, e pelo Distrito 13 para incitar a revolução.
Bom nesse ponto, não consigo segurar um MEGA SPOILER, e recomendo a quem não leu e pretende ler que não continue a leitura do post.
Deixo aqui meu agradecimento. Espero que tenham gostado, peço que ajudem a divulgar o blog. 

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.





EU AVISEI


E aqui vai o MEGA SPOILER: Katniss descobre que a ação que resultou na morte de várias crianças, que aparentemente era obra dos governantes da Capital, na verdade foi responsabilidade dos governantes do Distrito 13, isso me fez pensar: o que mais seria obra do 13??? (creio que isso também passou pela cabeça de Katniss). Coin mostrou-se tão sedenta de poder e despreocupada com a população em geral como os governantes da Capital, aumentando a lista de vilões da história.
Achei muito bom o epílogo, que mostra a Katniss tentando superar a cada passo e vencer, se recuperar a cada dia. Pois não esperava nada do estilo “e viveram felizes para sempre em um mundo cor-de-rosa e cheio de arco-íris”, o que não colaria depois de tudo que eles enfrentaram, isso seria impossível.
Novamente: espero que tenham gostado, e não custa reforçar o pedido para ajudarem a divulgar o blog. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Citação - Em Chamas (Suzanne Collins) #1

"- Eu não tive intenção de causar nenhum levante. - digo a ele.

- Acredito em você. Pouco importa. Seu estilista acabou sendo profético na escolha de seu traje. Katniss Everdeen, a garota em chamas, você acendeu uma fagulha que, se não for contida, pode crescer e se transformar num inferno que destruirá Panem."

E AÍ??? Ansiosos pela estréia??? Eu estou, e muito!!!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

TAG - Escolhas e Discussões

Olá, aproveitando o clima da estreia de A Esperança – Parte 1 estava procurando uma TAG sobre a trilogia e achei 3 (todas no canal da Vevs). E hoje responderei a segunda TAG: Escolhas e Discussões. Quem criou: www.youtube.com/RachelSuperBook (o canal está desativado)
Vamos as perguntas.

- Quem é seu personagem favorito na trilogia e por que:


Não tenho um favorito, mas gosto muito Peeta, que é um pãozinho e do Finnick que é um doce (Quer um torrão de açúcar?).

Ba dum tuss... Foi sem graça...

"– Eu sei."


- Um personagem que causou boa impressão:

Sem dúvida o Cinna. Por que apesar de ser e de viver na Capital, ele não fútil (desculpe Effie).



- Se você pudesse escolher uma arma nos jogos, qual seria e por que:

Arco e flecha seriam interessantes, mas... para que tem habilidade e pontaria, como esse não é o meu caso, creio que o mais recomendado seria as facas do Cato.



- Qual sua opinião sobre o elenco do filme Jogos Vorazes:

Gostei muito, o elenco conta com ótimos atores. E permaneceu muito fiel aos livros, na medida do possível, por se tratar de um livro em primeira pessoa.


- Qual tributo é mais parecido com você e por que:

Minha estratégia seria: sobreviver. Deixaria os tributos se matarem até apenas sobrar eu e mais um. Então creio que pareço mais com a Cara de Raposa.



- Se imagine nos jogos. Você ficaria sozinho ou teria aliados, qual seria sua estratégia?

Acho que imitaria a Cara de Raposa, me esconderia e esperaria o povão se matar. Por que no corpo-a-corpo com toda a certeza eu perderia.


- Qual a cena você estava mais ansioso para ver no filme Jogos Vorazes? E qual para Em Chamas? E A Esperança (acrescentado por Ana Ponce).

Quando li a trilogia, já havia sido lançado os 2 primeiros filmes, mas assisti só depois de ter lidos os respectivos livros, embora tenha visto fotos de algumas cenas. E não me decepcionei. Vou dar um roubadinha e indicar duas cenas em cada livro.

Jogos Vorazes – a colheita (- Eu me ofereço. Eu me ofereço como tributo). E a do desfile (- Katniss, você não tem medo de fogo, tem?) – apesar de que no livro essa cena foi mais engraçada.



Em Chamas – a última fala do Gale (OMG). E o vestido da Katniss (a garota em chamas).



A Esperança (parte 1 e parte 2) – o reencontro da Katniss com o Peeta (tenso...). E a conversa da Katniss com o gato da Prim (preparando o lenço).


Então é isso pessoal. Espero que tenham gostado e peço que ajudem a divulgar o blog. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Viajei com: Em Chamas - Suzanne Collins


Segunda-feira é dia de Resenha, e dando continuidade as resenhas da Trilogia Jogos Vorazes – Suzanne Collins, teremos hoje Em Chamas.



O segundo livro da trilogia foi publicado em 2009 com o título Catching Fire, sendo traduzido e publicado pela editora Rocco em 2011 como Em Chamas, com 416 páginas.
ALERTA: Por se tratar do segundo livro da trilogia, poderá conter spoiler do primeiro livro.


A forma de narrativa é a mesma: sabemos dos fatos através do ponto de vista de Katniss e em tempo presente.
Após a vitória na 74º edição dos Jogos Vorazes, Katniss e Peeta passam a viver tranquilamente na Aldeia dos Vitoriosos.



A atitude de Katniss, que resultou na vitória dela e de Peeta, burlando todas as regras dos Jogos, foi tomada como um ato de rebelião contra a Capital, e claro não ficará por isso mesmo.
Quase um ano se passou desde os acontecimentos de Jogos Vorazes, e logo será realizada a Colheita de tributos para a 75º Edição dos Jogos, onde será comemorado o 3º Massacre Quartenário (edição especial dos Jogos, que ocorre a cada 25º anos). Como já era previsto, o Presidente Snow se aproveita do evento para controlar os ânimos nos distritos, que se mostram exaltados. E Katniss e Peeta são obrigados a voltarem a Arena, assim como outros vitoriosos.
O foco desse segundo livro é o surgimento e desenvolvimento da nova rebelião contra a Capital, e não mais apenas os Jogos. Mas, achei que alguns pontos foram um pouco apelativos e se tornaram um pouco, só um pouco, melodramáticos em relação ao primeiro livro. Embora, em minha opinião, isso não compromete a obra em si. ‘Pois a tensão só aumenta e as surpresas também.
O livro foi adaptado para o cinema, e estreou em 2013, com o enredo muito fiel ao livro, medida do possível, como disso no post sobre Jogos Vorazes, a história do livro é narrada em 1ª pessoa, e para o filme teve ser adaptada para 3º pessoa, por isso algumas coisas tiveram de ser alteradas e alguns pensamentos de Katniss ficam de fora.

Fica super recomendado o livro e o filme Em Chamas. Espero que tenham gostado, peço que ajudem a divulgar o blog. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Citação - Jogos Vorazes (Suzanne Collins) #1


"E enquanto estou conversando, a ideia de perder Peeta de verdade me atinge novamente e percebo o quanto não quero que ele morra. E não é sobre os patrocinadores. E não é sobre o que vai acontecer em casa. E não é só porque eu não queira ficar sozinha. É ele. Eu não quero perder o garoto do pão."

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

TAG - Sobre a Trilogia Jogos Vorazes


Olá, aproveitando o clima da estreia de A Esperança – Parte 1 estava procurando uma TAG sobre a trilogia e achei 3 (todas no canal da Vevs). Hoje responderei a 3 TAG sobre a Trilogia. Quem criou: www.youtube.com/JoeyGraceffa & www.youtube.com/AlexanderCarpenter


- Qual seu livro favorito da trilogia?

O primeiro. Não que os demais sejam ruins, mas o clima do primeiro é mais vibrante. O segundo tem mais drama e o terceiro é mais reflexivo.




- Quanto tempo você duraria nos Jogos Vorazes?

Dessa parte em diante, não garanto nada.



- Qual a coisa mais estranha que você achou que aconteceria nos livros e não aconteceu (ou você esperava e não aconteceu)?
  
Esperava que o Gale fosse sorteado para ir para Arena.


- Como você foi apresentado à Jogos Vorazes?

Através de páginas sobre livros no Facebook.



- Momento favorito em Jogos Vorazes (apenas no primeiro)
  
A primeira conversa da Katniss e o Cinna. Ri muito.


- Vilão Favorito
   
Nenhum, não gosto de vilão.


- Qual distrito você gostaria de morar

Distrito 3 – tecnologia.



- Qual o momento mais emotivo nos livros

A conversa da Katniss com o Buttercup (gato da Prim) – partiu meu coração.


- Que objeto da sua casa você levaria para a Arena com você?

Água, comida, cobertor ou arma branca fale né? Brincadeira... Não sei...


- Qual o plano mais diabólico que alguém planejou nos livros?

Os jogos em si não contam??? Por que reunir 24 crianças (ou mais) para se matarem até sobrar apenas um, está difícil de superar...



Espero que tenham gostado. Peço que ajudem a divulgar o blog. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Viajei com: Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Olá... Aproveitando o clima de estreia começarei a série de resenhas sobre a trilogia Jogos Vorazes – Suzanne Collins. Primeiro a resenha de Jogos Vorazes, que é o meu livro preferido da trilogia (não que os demais sejam ruins) e posteriormente farei de Em Chamas e A Esperança.
O primeiro livro foi publicado em 2008, sobre o titulo The Hunger Games (THG), sendo traduzido e publicado pela editora Rocco em 2010 como Jogos Vorazes com 400 páginas – a editora manteve a arte da capa original, que é linda, além do livro ter uma diagramação muito bonita (pena que não é capa dura).
  


Trata-se de uma distopia, que se passa no futuro, após vários desastres naturais e destruições provocadas por guerras, onde o que restou da América do Norte se tornou Panem, que é dividida em 13 distritos governados pela Capital, atualmente presidida por Snow. Não sabemos se existem outros países, ou se o único país restante seria Panem, isso não fica claro na obra.
  
Créditos na imagnes: aimmyyarrowshigh.livejournal.com & badguys.livejournal.com

Após uma rebelião mal sucedida contra a Capital, que resulta na aniquilação do distrito 13, é instaurado os Jogos Vorazes: todos os anos se realizam a Colheita, onde são selecionados um casal de jovens, entre 12 e 18 anos, de cada distrito, que são colocados em uma “arena” para lutarem até a morte, e apenas 1 sai vivo.
A protagonista do livro é Katniss Everdeen, 16 anos, vive no distrito 12 com a mãe e a irmã Prim (que acaba de completar 12 anos e participará da Colheita pela primeira vez).
O livro é narrado em primeira pessoa e em tempo presente – toda a história nos é apresentada pelo olhar da Katniss, o que me causou estranheza, por não está acostumada a esse tipo de narrativa. Mas me acostumei com o estilo após algumas páginas.
Nesse primeiro livro conhecemos o funcionamento dos Jogos e sua história. Confesso que eu pensei que não fosse gostar da Trilogia: primeiro pelo tema (pois imaginava que seriam tratados de forma exagerada e melodramática) e segundo pelo estilo da narrativa. Mas apesar disso resolvi dar uma chance, e não me arrependi, pois gostei muito da história.
As abordagens dos temas não foram exageradas e nem melodramáticas. Foram feitas de maneira que se passassem a tensão, o medo e todo o sofrimento enfrentado, sem parecer piegas ou apelativos. Traduzindo: Quebrei a cara legal...
Em 2012 estreou a adaptação para o cinema, que foi muito fiel a historia, a medida do possível, pois eles tiveram de adaptar uma narrativa de 1ª pessoa para 3º pessoa, então muitos pensamentos de Katniss acabam de fora.
Para complementar segue um vídeo, onde a autora comenta sobre a inspiração para escrever a trilogia:


Então fica a dica do livro e do filme, que são muito bons. Espero que tenham gostado, peço que ajudem a divulgar o blog. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

FELIZ JOGOS VORAZES!!!


OLÁ... Novembro chegou, e a ansiedade pela estreia de A Esperança – Parte 1 já está na exosfera. Mas como na minha cidade (Longequistão) não tem cinema, estou programando ir assistir na cidade vizinha... espero que dê certo.
Devido à estreia, esse mês os post serão dedicados a Trilogia Jogos Vorazes. Espero que gostem...



quarta-feira, 5 de novembro de 2014

TAG - 7 Pecados Capitais da leitura


Olá, hoje vou responder a TAG – Os 7 Pecados Capitais da Leitura, vi no blog: Tô Pensando em Ler. Não sei quem criou e quem traduziu.
As perguntas dessa TAG estão relacionadas aos 7 pecados capitais:



Perguntas

1. Ganância: qual é seu livro mais caro? E o menos caro?

- mais caro: Harry Potter – Film Wizardry, paguei 70,00 R$.




- mais barato: foi Convite para um homicídio, livro incrível da Agatha Christie que comprei em maio na Estante Virtual por 7,00 R$.



2. Ira: com qual autor você tem uma relação de amor/ódio?
José de Alencar: gosto muito dos romances urbanos (Senhora, Cinco Minutos, Encarnação), mas não consigo encarar os romances indianistas (O Guarani, Iracema).



3. Gula: que livro você devorou sem vergonha alguma?
Creio que as pessoas não devam ter vergonha do que lê, então esse pecado eu não cometi.



Falando sério, um livro que li super rápido foi O Escaravelho do Diabo – Lúcia Machado de Almeida, foi o único livro que me fez andar na rua lendo, pois queria muito saber quem era o assassino e o motivo dos assassinatos. Ele tem uma linguagem simples e envolvente, recomendo.



4. Preguiça: qual livro você tem negligenciado devido à preguiça?
Clara dos Anjos, durante o ensino médio, minha professora de Português pediu para lermos vários livros ao longo do ano, e ele estava na lista, e como não consegui encontrar na biblioteca acabei comprando, mas ela cancelou a leitura dele, e ele até hoje está encostado (faz uns 8 anos).

5. Orgulho: que livro tem mais orgulho de ter lido?
Não seria um orgulho do estilo “Eu sou melhor que você”, é mais para “Como amo esse livro”, mas tenho MUITO, mas MUITO orgulho mesmo de ter lido (2 vezes) o cânone de Sherlock Holmes.





6. Luxúria: quais atributos você acha mais atraentes em personagens masculinos e femininos?
Inteligência e sagacidade.

7. Inveja: que livros você gostaria de receber de presente?
box americano de colecionador de Harry Potter, ELE É MUITO LINDO.



Fica a dica, Natal chegando... Caso alguém queira fazer uma caridade.


Essa foi a TAG de hoje, espero que tenham gostado. Curtam a página do Blog, e ajudem a compartilhar. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Viajei com: Inferno - Dan Brown

OLÁ, e chegamos à última resenha do “Especial Dan Brown” – que será sobre Inferno, PARA TUDO – que livro é esse. E o tema? FANTÁSTICO. Amo tema relacionado às Ciências Biológicas, com genética então, nem se fala.
Já deu para perceber que todos os temas abordados por Dan Brown são polêmicos: privacidade virtual, vida extraterrestre, corrupção, avanços científicos, ciência x religião, fundamentos da fé cristã, noética – poder da mente... o tema da vez é superpopulação humana x escassez de recursos naturais, avanços das pesquisas voltadas a genética, com pano de fundo umas das obras literárias mais celebres do mundo – A Divina Comédia de Dante Alighieri.


Sinopse da contra-capa do livro: No meio da noite, o renomado simbologista Robert Langdon acorda de um pesadelo, num hospital. Desorientado e com um ferimento à bala na cabeça, ele não tem a menor ideia de como foi parar ali. Ao olhar pela janela e reconhecer a silhueta do Palazzo Vecchio, em Florença, Langdon tem um choque. Ele nem se lembra de ter deixado os Estados Unidos. Na verdade, não tem nenhuma recordação das últimas 36 horas. Quando um novo atentado contra a sua vida acontece dentro do hospital, Langdon se vê obrigado a fugir e, para isso, conta apenas com a ajuda da jovem médica Sienna Brooks. De posse de um macabro objeto que Sienna encontrou no paletó de Langdon, os dois têm que seguir uma série inquietante de códigos criada por uma mente brilhante, obcecada tanto pelo fim do mundo, quanto por uma das maiores obras-primas literárias de todos os tempos: A Divina Comédia, de Dante Alighieri.

MAS, quando se trata de Dan, nada é o que parece ser, NADA. Embora o livro continue com o estilo característico do Dan Brown – aventura num nível frenético, mistério, capítulos encerrados com algum suspense, narrativa apaixonante, reviravoltas incríveis e vilões que não são tão vilões assim afinal de contas (com exceção de O Símbolo Perdido – cara louco... rsrs) – o livro tem um que de diferente, algo novo – discussões e reflexões mais acuradas e profundas, e da minha área (BIOLOGIA).
Mais um Dan Brown super recomendado. Mas antes de ficar paranoico com teorias de conspirações e catástrofes mundiais, etc... novamente lembre-se: não leve tudo tão a sério. Não encare os fatos expostos como verdades absolutas – afinal de contas é uma obra ficcional.
Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.