segunda-feira, 30 de maio de 2016

Viajei com: Marley & Eu - John Grogan

Olá... Olá... Olá... Tudo bem com vocês??? Neste post irei comentar com vocês sobre a leitura do lindo Marley e Eu escrito pelo escritor e jornalista norte-americano John Grogan.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


O livro é baseado na vida do escritor, e com uma narrativa em primeira pessoa, John nos conta de forma bem humorada como foi viver com o labrador Marley, o pior cão do mundo, durante 13 anos, MAS não se engane: o final é triste e tocante. A escrita de John é fluida e de fácil compreensão, e o livro possui uma narrativa bem ao estilo de crônica de jornal.
Não há muito que contar sobre o enredo do livro, pois as cenas narradas são cenas do cotidiano de um casal ao longo de 13 anos, abordando mudança de casa, de emprego, criação dos filhos, amadurecimento, tendo como foco na presença de um cão amoroso, mas bem estabanado.
O livro foi adaptado para o cinema em 2008, e ficou INCRÍVEL. Tem a continuação do filme, Marley e Eu 2: um filhote encrenqueiro, que eu ainda não assisti, mas pretendo.

Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sábado, 21 de maio de 2016

Minha Lista de Desejados


Como prometi ontem, hoje tem post. E hoje então irei mostrar minha wishlist gigante (meus desejados).
















E aí??? Quais desses estão na sua lista de desejos??? Espero que vocês tenham gostado.
Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Harry Potter - MINHA ORDEM DE PREFERÊNCIA

Olá... Olá... Olá...
Tudo bem com vocês???
Como ontem foi meu niver, resolvi tirar uma folguinha na quarta, mas não se preocupem, amanha terá post para compensar. A inspiração para o post de hoje veio de um vídeo do Victor do Geek Freak que gostei MUITO e já faz alguns dias que vi. No vídeo ele mostra sua ordem de preferência da série Harry Potter. Achei a ideia bem interessante, e resolvi mostrar a minha ordem de preferencia – irei colocar do menos preferido para o mais preferido. Então vamos começar:

Não que o livro seja ruim, ou mal escrito – nada disso, é que o Harry está extremamente chato e temos a vaca da Umbridge.



É um livro tenso, além de apresentar uma “ruptura” na história.



Esse é o livro que começou toda a magia, mas é o mais simples dos sete livros, e percebemos o quanto a escrita da Rowling evoluiu ao longo da história.



É o livro onde você percebe a genialidade de Rowling, onde todas as pistas que foram deixadas ao longo da história fazem total sentido e você fica:



Chegamos agora no TOP 3.


Para mim esse é um dos livros mais engraçados da série, nele vemos a consolidação da amizade do trio.



O clima desse livro é muito bom. Conhecer novas escolas, a competição e finalmente o retorno Daquele Que Não Deve Ser Nomeado... TENSO.



Esse é o meu livro preferido de todos: em grande parte devido ao Lupin, que é sem a menor sombra de duvida meu personagem favorito da série. É um momento de transição da história.
Só para relembrar: essa não é uma lista DO PIOR PARA O MELHOR e sim DO MENOS PREFERIDO PARA O MAIS PREFERIDO. Quando eu digo que o quinto livro é o que menos gostei, não quer dizer que não gostei, e sim que dentre os sete livros esse é o que menos gostei.

E qual é sua ordem de preferência??? Deixe nos comentários. Espero que vocês tenham gostado.
Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Viajei com: Will e Will - John Green e David Levithan

Olá... Olá... Olá... Hoje quero comentar com vocês sobre o livro Will e Will escrito por John Green e David Levithan.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em uma aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

O livro é narrado em primeira pessoa, e a narrativa ´´e dividida entre o Will escrito por John Green e o Will escrito pelo David Levithan, o que deixou a história bem dinâmica e interessante.
Will (John Green) é um rapaz nerd, que procura viver a vida da melhor maneira possível, tem um bom relacionamento com os pais, e tem como melhor amigo Tiny (que é MUITO show), um jogador de futebol americano, astro do time. Identifiquei-me muito com esse Will.
Já o Will (David Levithan) – OH MY GOD – comecei o livro com vontade de bater nele, muito mimizento:

- Oh vida. Oh céus. Oh azar. Não vai dar certo.

E isso me estressou muito, tive vontade de pular os capítulos dele ou largar o livro, além disso, TODOS os capítulos dele não tem uma letra maiúscula, o que me desagradou. Mas depois fui me acostumando e acabei gostado um pouco dele. Amei a mãe dele, UAU, que força de vontade, paciência e compreensão.

Embora seja uma trama simples, trás uma história envolvente e tem o amor e amizade como tema principal. Fica recomendado, e espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Projeto: 100 (143) melhores livros da história (ATUALIZADO EM 08/01/2017)

OLÁ... OLÁ... OLÁ... Tudo bem com vocês??? Dando uma olhada no Facebook vejo essa reportagem: 100 melhores livros da história. A lista é elaborada pela Revista BULA, que fez um compilado das listas elaboradas pelas publicações: “The New York Times”, “Amazon”, “Le Monde”, “The New York Public Library”, “BBC”, “The Guardian”, “Modern Library”, “Time”, “Newsweek”, “Telegraph”, “Lists Of Bests”, “Wikipedia”, “Folha de S. Paulo”, “Revista Época”, “Revista Bravo”. Resolvi pegar os livros listados pela Revista Bula e Revista Bravo. Então “minha lista” ficou assim:

LIVROS QUE JÁ LI
IREI LER

1984, de George Orwell
A Amada, de Toni Morrison
A Cidade e as Serras, de Eça de Queirós
A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
A Comédia Humana, de Honoré de Balzac
A Condição Humana, de André Malraux
A Consciência de Zeno, de Italo Svevo
A Divina Comédia, de Dante Alighieri
A Epopeia de Gilgamesh
A Interpretação dos Sonhos, de Sigmund Freud
A Invenção de Morel, de Adolfo Bioy Casares
A Laranja Mecânica, de Anthony Burgess
A Montanha Mágica, de Thomas Mann
Doutor Fausto, de Thomas Mann
José e Seus Irmãos, de Thomas Mann
A Morte de Virgílio, de Hermann Broch
A Náusea, de Jean-Paul Sartre
A Origem das Espécies, de Charles Darwin
A Peste, de Albert Camus
O Estrangeiro, de Albert Camus
A Sangue Frio, de Truman Capote
A Tarde de um Fauno, de Stéphane Mallarmé
A Terra Desolada, de T. S. Eliot
A Vida de Galileu, de Bertolt Brecht
A Vida e as Opiniões do Cavalheiro Tristram Shandy, de Laurence Sterne
Adeus às Armas, de Ernest Hemingway
O Sol Também se Levanta, de Ernest Hemingway
Por Quem os Sinos Dobram, de Ernest Hemingway
Anna Kariênina, de Liev Tolstói
Ardil 22, de Joseph Heller
As Asas da Pomba, de Henry James
Retrato de uma Senhora, de Henry James
As Aventuras de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll
As Aventuras de Huckleberry Finn, de Mark Twain
As Cidades Invisíveis, de Italo Calvino
As Flores do Mal, de Charles Baudelaire
As Irmãs Makioka, de Junichiro Tanizaki
As Três Irmãs, de Anton Tchekhov
As viagens de Gulliver, de Jonathan Swift
As Vinhas da Ira, de John Steinbeck
Canções da Inocência-Canções da Experiência, de William Blake
Cem Anos de Solidão, de Gabriel García Márquez
Contos – Hans Christian Andersen
Contos da Cantuária, de Geoffrey Chaucer
Corre, Coelho, de John Updike
Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski
Decamerão, de Giovanni Boccaccio
Desonra, de J. M. Coetzee
Dom Quixote, de Miguel de Cervantes
Doutor Jivago, de Boris Pasternak
Édipo Rei, de Sófocles
Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust
Eneida, de Virgílio
Enquanto Agonizo, de William Faulkner
Luz em Agosto, de William Faulkner
O Som e a Fúria, de William Faulkner
Esperando Godot, de Samuel Beckett
Fausto, de Johann Wolfgang von Goethe
Ficções, de Jorge Luis Borges
Finnegans Wake, de James Joyce
Retrato do Artista quando Jovem, de James Joyce
Ulisses, de James Joyce
Folhas de Relva, de Walt Whitman
Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa
Grandes Esperanças, de Charles Dickens
Guerra e Paz, de Leon Tosltói
Hamlet, de William Shakespeare
Noite de Reis, de William Shakespeare
Otelo, de William Shakespeare
Rei Lear, de William Shakespeare
Sonetos, de William Shakespeare
Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe
Histórias, de Heródoto
Ilíada, de Homero
Odisseia, de Homero
Lolita, de Vladimir Nabokov
Longa Jornada Noite Adentro, de Eugene Gladstone O’Neill
Lord Jim, de Joseph Conrad
O Coração das Trevas, de Joseph Conrad
Madame Bovary, de Gustave Flaubert
Matadouro 5, de Kurt Vonnegut
Medeia, de Eurípides
Memorial do Convento, de José Saramago
Memórias de Adriano, de Marguerite Yourcenar
Mensagem, de Fernando Pessoa
Meridiano de Sangue, de Cormac McCarthy
Metamorfoses, de Ovídio
Middlemarch, de George Eliot
Moby Dick, de Herman Melville
Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf
Rumo ao Farol, de Virginia Woolf
O Amante de Lady Chatterley, de D.H. Lawrence
O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D. Salinger
O Burlador de Sevilha, de Tirso de Molina
O Capital, de Karl Marx
O Castelo, de Franz Kafka
O Processo, de Franz Kafka
O Complexo de Portnoy, de Philip Roth
O Deseros dos Tártaros, de Dino Buzzati
O Grande Gatsby, de Francis Scott Fitzgerald
O Homem Invisível, de Ralph Ellison
O Homem sem Qualidades, de Robert Musil
O Jogo da Amarelinha, de Julio Cortázar
O Leopardo, de Tomasi di Lampedusa
O Livro das Mil e Uma Noites
O Lobo da Estepe, de Herman Hesse
O Mahabharata
O Mestre e Margarida, de Mikhail Bulgákov
O Náufrago, de Thomas Bernhard
O Paraíso Perdido, de John Milton
O Príncipe, de Nicolau Maquiavel
O Rinoceronte, de Eugène Ionesco
O Tambor, de Günter Grass
O Vermelho e o Negro, de Stendhal
On The Road, de Jack Kerouac
Orgulho e Preconceito, de Jane Austen
Os Cantos de Maldoror, de Lautréamont
Os Cantos, de Ezra Pund
Os Ensaios, de Michel de Montaigne
Os Lusíadas, de Luís de Camões
Os Moedeiros Falsos, de André Gide
Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas
Pais e Filhos, de Ivan Turguêniev
Paralelo 42, de John dos Passos
Pedro Páramo, de Juan Rulfo
Pergunte ao Pó, de John Fante
Reparação, de Ian McEwan
Robinson Crusoé, de Daniel Defoe
Seis Personagens à Procura de um Autor, de Luigi Pirandello
Tartufo, de Molière
Teogonia, de Hesíodo
Trópico de Câncer, de Henry Miller
Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams
Uma Passagem para a Índia, de Edward Morgan Forster
Uma Temporada no Inferno, de Arthur Rimbaud
Viagem ao Fim da Noite, de Louis-Ferdinand Céline


Só deixando claro que: assim como o Projeto Lendo o Mundo, esse projeto também é para perder de vista, sem prazo para acabar. Espero que vocês tenham gostado.

Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.


quarta-feira, 11 de maio de 2016

TAG: Cássia Eller e Livros


Tudo bem com vocês??? Hoje vou responder a TAG Cássia Eller e Livros, que foi criada pela incrível Patrícia Pirota. Ela relacionou 10 músicas interpretadas pela Cássia com livros e ficou SHOW. Então bora começar:

1.       Non, je ne regrette rien - um livro que você leu meio na dúvida, mas não se arrependeu de ter lido.

  
Só para não perder o costume, vou roubar em TAG, e escolher 2 livros que foram lidos no meu ensino médio e que GOSTEI MUITO: O Crime do Padre Amaro de Eça de Queirós e Cidades Mortas de Monteiro Lobato. Ambos os livros eu li na obrigação, pois tínhamos de fazer algum trabalho sobre ele, mas que me surpreenderam, e me fizeram querem ler mais obras desses autores.




2.     Malandragem – um livro com uma personagem que vê a vida de uma forma esperançosa


Vou roubar a resposta da Patrícia, e citar Extraordinário da R. J. Palacio, pois o personagem além de ver a vida de uma forma esperançosa nos faz vê-la assim também.



3.      Por enquanto - um livro em que a personagem passa por uma mudança drástica


Persépolis da Marjone Satrapi. Que é uma biografia em quadrinhos da autora – da sua infância até 2000 (aproximadamente).



4.     Segundo sol - um livro de ficção ou fantasia

  
Incidente em Antares do Érico Veríssimo. Esse livro é incrível... Principalmente a segunda parte.



5.      1º de julho - um livro com uma personagem feminina forte

  
Eu sou Malala. Ainda não li, mas lerei em breve. E escolho esse livro pela história dela e por tudo que ela enfrentou e por ser uma historia real.


6.     Relicário - um livro com uma história de amor triste


O Primo Basílio de Eça de Queirós. Sem comentários. Confere a resenha.



7.     All star - um livro com uma história de amizade


Harry Potter de J. K. Rowling. É impossível não se lembrar de Harry Potter quando o assunto é amizade. Apesar das brigas, das diferenças a amizade prevalece e se fortaleza a cada livro.



8.     Partido alto - um livro com uma personagem que passa maus bocados


Os Miseráveis de Victor Hugo. Esse livro é fantástico, vale cada uma das 2 mil páginas que ele tem. E os problemas de Jean Valjean não param, só dão um tempinho. LEIAM, vale muito a pena.



9.     Luz dos olhos - um livro que você leu há muito tempo e sente saudades de ler


O Conde de Monte Cristo, li há a 8 anos atrás, e quero muito comprar aquela edição linda da Zahar e reler.



10.  E.C.T - um livro de cartas ou diário


Cartas Extraordinárias – que livro incrível. SUPER RECOMENDO, e ouvi boatos que terá um segundo volume e já quero para ontem.



Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

TOP 5 - Mães Literárias


Tudo bem com vocês???
Extraordinariamente hoje não teremos post sobre experiência de leitura. O post de hoje será temático em comemoração ao DIAS DAS MÃES – que foi ontem, domingo. Para comemorar essa data irei fazer o TOP 5 – Mães Literárias que acho pessoas incríveis. Vi essa ideia no canal Amiga da Leitora e gostei muito. Aproveite e confira TAG: Frases de Mãe que eu já respondi. Então vamos começar:



A primeira da minha lista é Lilian Potter, da série Harry Potter. Lilian de sacrifica na tentativa de salvar a vida do seu filho, e ao fazer isso confere uma proteção mágica que só se quebrará quando ele tiver 17 anos. E isso fez total diferença no desenrolar da história.




A segunda mãezona da minha lista também é da série Harry Potter: Molly Weasley, que é a fortaleza da família Weasley, ela cuida de todos com carinho e amor, sendo severa quando necessário. Após conhecer Harry, ela também o “adota” como filho e passa a cuidar dele sempre que possível.




Abrindo um pequeno parêntese na minha lista, acho incrível como a J. K. retrata suas personagens femininas: tanto a Lilian (que é nascida-trouxa), quanto a Sra. Weasley (que é sangue-puro) são bruxas poderosas e muito habilidosas com a magia, e que decidiram formar uma família e se dedicam a ela de corpo e alma. E temos também a Minerva, que é uma bruxa tão poderosa e habilidosa quanto, que já se descobriu realizada com sua profissão. Mostrando que o importante é vocês estar bem consigo mesmo.
  
A terceira mãe da minha lista é Fantine, do livro Os Miseráveis. Fantine é abandonada pelo “marido”, junto sua filha, Cosette. Apesar do preconceito e das difiicukdades, Fantine luta até o fim para cuidar de sua filha, sendo uma das historias mais triste desse livro.




A quarta mãe da minha lista é Park So-nyo, do livro Por favor, cuide da mamãe. É um livro muito triste e nos faz refletir e MUITO sobre a maternidade. Park se sacrifica para conseguir educar os filhos, não tem muito apoio do marido e luta dia e noite sustentar a família. Não tenho palavras para explicar a angustia que é ler esse livro. LEIA. LEIA JÁ.




A quinta e última mãe da minha lista é Isabel Pullman, mãe da Olivia e do August do livro Extraordinário. Ela tenta equilibrar o instinto materno de superproteger August e o instinto de prepara-lo para a vida. O que por si só já é super difícil, encontrar o equilíbrio entre proteção e liberdade. E o livro é SIMPLESMENTE incrível.



Essa foi minha lista. Espero que tenham gostado.
Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.