segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Viajei com: Alta Fidelidade - Nick Hornby

  
Tudo bem com vocês??? Hoje quero comentar com vocês sobre o livro Alta Fidelidade de Nick Hornby. Eu li esse livro para cumprir o desafio de outubro do grupo “Devoradores de Livros”, que era ler um livro de Terror ou uma Comédia. Como sou medrosa PACAS, optei por um livro de comédia, nesse caso um livro com um humor bem ácido, típico de Nick Hornby.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


Rob é dono de uma loja de discos está à beira da falência, seus únicos amigos são dois fanáticos por música que fogem de qualquer conversa adulta, para completar sua namora, Laura, decide terminar o relacionamento. Como um bom homem maduro, Rob resolve fazer um TOP 5 dos términos de namoros mais dolorosos e significativo que já teve, e como vingança deixa Laura de fora. Super maduro, não???
Isso resume bem a personalidade do Rob, durante toda a leitura fiquei pensando – QUE CARA PATÉTICO, infantil. Mas isso torna o livro muito divertido, e Nick possui um humor ácido, o que torna a obra fantástica. É um livro leve, de leitura rápida, embora tenha algumas cenas +18 e muitas crises de identidade.
O livro foi adaptado para o cinema em 2000, e Rob é vivido por John Cusack, e tem o Jack Black. Tanto o livro como o filme é um bom retrato dos anos 90. Mas o livro é melhor.

Então fica MEGA recomendado a leitura, e Nick só confirmou sua presença na minha lista de “Autores que quero ler a obra completa”. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

MInha listinha para a Black Friday


Fim de ano chegando, Panetone a venda, 13º e férias chegando... AMO Fim de Ano. E claro: faltam apenas 4 semanas para a Black Friday. Todos com suas listas a postos????




Eu já venho fazendo a minha já a algum tempinho. Vamos a ela:







Caso apareça uma promoção muito boa e a verba permita pretendo comprar mais. E vocês, já fizeram sua listinha??? Deixem nos comentários. Espero que vocês tenham gostado.
Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

TAG: Obras que merecem uma edição especial

Olá... Olá... Olá... Tudo bem com vocês???? Nessa terça-feira eu vi um vídeo no canal da Isabella, Ler Antes de Morrer, onde ela indicar livros que mereciam uma edição especial, bonitona, capa dura, texto de apoio, com tudo o que tem direito. O vídeo foi feito a pedido da Tag: Experiência Literária, um serviço de clube do livro por assinatura. Eu gostei muito da idéia, resolvi fazer minha lista também. Então vamos a ela:

1. Fahrenheit 451 – Ray Bradbury



O livro se passa em um futuro distópico, onde os livros são proibidos e ter opiniões próprias e pensamento crítico é totalmente mal visto. A história é contada em terceira pessoa pelo ponto do bombeiro Guy Montag.
Montag é um bombeio assim como seu pai e seu avô, e assim como eles, ele acredita que o que faz (queimar os livros e as casas) seja o correto a se fazer. Mas certa noite ao voltar para casa após o trabalho isso muda, pois ele conhece sua vizinha, Clarisse, uma jovem de 17, totalmente diferente do considerado normal para aquela sociedade, ela tem um espirito questionador e observador, além de um pensamento crítico que acaba influenciando Montag, e o leva a se questionar sobre sua vida, que a partir desse momento sofre uma guinada e Montag muda completamente.



Sendo integrante da tríade das grandes distopias, junto com 1984 de George Orwell e Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley, esse livro merece uma edição caprichada, capa dura e bonita, com texto de apoio. Já tem post sobre ele aqui no blog: LINK.


2. As Brumas de Avalon – Marion Zimmer Bradley



Nessa série de quatro volumes, Marion conta a história do rei Arthur pelo ponto de vista das mulheres envolvidas na história: Guinervere, Morgana, Viviane. Mas vamos combinar que essas capas são tenebrosas. Já tem post para os quatro volumes da série aqui no blog: Livro 1, Livro 2, Livro 3, Livro 4.


3. Dom Casmurro – Machado de Assis


O livro é narrado em primeira pessoa por Bento Santiago, mais conhecido como Bentinho, que é um advogado solitário e bem-estabelecido pretende "atar as duas pontas da vida", ou seja, unir relatos desde sua mocidade até os dias em que está escrevendo o livro.
Bento nos conta suas experiências da infância, juventude e da vida adulta. Sua mãe, a viúva D. Glória, faz uma promessa: caso concebesse um novo filho (pois o primeiro morreu no parto) lhe enviaria para o seminário. Quando José Dias, que um agregado da família, conta a Tio Cosme e à D. Glória o namoro de Bentinho com Capitolina (a tão famosa Capitu), a vizinha pobre por que Bentinho era apaixonado.
Um clássico da literatura brasileira, que já está em domínio público, e só encontramos em edições horrendas ou usadas. Existem edições com excelentes textos de apoio, falta apenas capricharem na edição, bem com em outras obras de Machado, como Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borbas, afinal de contas Machado merece. Já tempos aqui no blog para Dom Casmurro e Memórias Póstumas de Brás Cubas.


4. O Crime do Padre Amaro – Eça de Queiros



O livro nos conta a história de Amaro, filho dos empregados da Marquesa de Alegros, que após a morte dos pais do garoto, passa a cuidar dele, e acaba por fazê-lo padre, lhe impondo esse caminho, sem se importar com os interesses de Amaro.
Após terminar o seminário, Amaro se torna pároco em uma pequena província do interior, mas se valendo da influência da filha da Marquesa, a Condessa de Ribamar, ele consegue transferência para Leiria, sede do bispado.
Um clássico da literatura de língua portuguesa, juntamente com outras obras de Eça, O Primo Basílio, A Cidade e as Serras. Os Maias já tem uma edição LINDA da Zahar, então não custa sonhar com uma edição trabalhada no glamour das outras obras. Já tem post aqui no blog para O Primo Basílio e O crime do padre Amaro.


5. As Crônicas de Nárnia – C. S. Lewis



Uma série de fantasia MARAVILHOSA. Composta por sete livros: O Sobrinho do Mago; O leão, a feiticeira e o guarda-roupa; O cavalo e seu menino; O Príncipe Caspian; A viagem do Peregrino da Alvorada; A cadeira de prata; A última batalha. Embora a edição brasileira seja razoavelmente bonita, em minha opinião, ainda babo na edição da Barnes e Noble:



Então, bem que a Martins Fontes, que detém os direitos da série aqui no Brasil, podia lançar um edição comemorativa em capa dura, lindona, com textos de apoio, no capricho, né???

E ai? Quais livros em sua opinião merecem uma edição especial? Espero que vocês tenham gostado.
Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Viajei com: Hobbit + O Senhor dos Anéis - J. R. R. Tolkien


Entendeu alguma coisa??? Bem, essa foi apenas uma brincadeira para dizer: “Olá, Tudo bem com vocês? No post de hoje irei comentar com vocês sobre a incrível Trilogia O Senhor dos Anéis de J. R. R. Tolkien” em élfico, uma língua criada por Tolkien para as aventuras da Terra Média.

Caso queira comprar os livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


Nesse mês de outubro conclui a leitura do último livro da trilogia O Senhor dos Anéis. Podemos dizer que a saga é uma sequência do livro O Hobbit, não é necessária a leitura dele para o entendimento da trilogia, mas ela irá te ambientar melhor na história, e é claro, os fatos narrados nele é que desencadearão todo o enredo da trilogia.
O Senhor dos Anéis foi escrito entre 1937 e 1949, sendo planejado como um volume único, mas acabou sendo publicado como três volumes, entre 1954 e 1955. Cada volume é dividido em dois tomos ou "livros". Então, neste post, irei comentar sobre cada um dos quatro livros.



O Hobbit conta a história de Bilbo Bolseiro, que é “contratado” pela companhia de Thorin, escudo de carvalho, rei dos anões, que querem retomar o controle da Montanha Solitária, que foi tomada há vários anos pelo dragão Smaug. O livro foi escrito para os filhos de Tolkien, então a linguagem e a narrativa são voltadas para um público infantil. Mas mesmo aqui Tolkien é BEM descritivo, o que pode incomodar alguns leitores, a mim não incomodou, embora tenha tornado a leitura mais lenta.
A história se passa aproximadamente 60 anos antes dos eventos de O Senhor dos Anéis, e durante a viagem com a companhia dos anões, Bilbo de forma aparentemente acidental encontra o Um Anel, forjado pelo senhor do escuro, Sauron. Mas a principio nem Bilbo e nem Gandalf se dão conta que se trata do anel de Sauron.


A história de O Senhor dos Anéis ocorre num tempo e espaço imaginário, a Terceira Era da Terra Média, que é um mundo inspirado na Terra real. O primeiro volume, A Sociedade do Anel, contém um prólogo, no qual são dadas as características dos Hobbits. Não recomendo a leitura do prólogo antes de terminar de ler a trilogia, se você não quiser receber alguns spoiler.
Frodo Bolseiro é um hobbit do Condado, que recebe de seu tio Bilbo um anel de rara beleza. Gandalf, um velho amigo de Bilbo e um mago poderoso, percebe o poder que aquele anel possui, não sendo um anel comum, mas sim o Um Anel, artefato mágico forjado por Sauron, o Senhor do Escuro, e que fora perdido numa batalha muito tempo antes.
Caso Sauron recupere o anel obterá o domínio de toda a Terra Média. Atendendo um conselho de Gandalf, Bilbo deixa o Condado, e encarrega Frodo até Valfenda, casa de Elrond, senhor élfico. Em Valfenda ocorre um conselho liderado por Elrond, onde é decidido o destino do anel: destruí-lo na Montanha da Perdição. Para essa missão, de sucesso improvável, é formada a Sociedade do Anel, composta por nove companheiros: quatro hobbits (Frodo, Sam, Merry e Pippin), dois humanos (Aragorn e Boromir), um elfo (Legolas, meu crush), um anão (Gimli) e um mago (Gandalf). Frodo seria o “Portador do Anel”, aquele que deveria lançar o Anel nos fogos de Orodruin. No decorrer da história nos é apresentada a jornada da sociedade do anel na tentativa de cumprir a demanda que lhe foi incumbida.
Em resumo: A Sociedade do Anel é a apresentação, o início da jornada. As Duas Torres é a guerra, os movimentos do jogo e O Retorno do Rei é o encerramento, as consequências dos movimentos realizados.



Tolkien criou não apenas uma história, mas um universo complexo, com cronologia (ERAS), línguas, seres, regras próprias, e muito mais. Ele desenvolveu um mundo, que pode ser expandido indefinidamente. O mais próximo disso que já vi foi Harry Potter, que continua sendo minha série literária preferida. J. K. Rowling criou toda uma comunidade, e um universo expansível, com MUITA história.
Por se tratar de um universo complexo, novo e GIGANTE mapas são extremamente importantes, e o livro trás muitos mapas no final, além de apêndices com a história resumida dos anões, elfos, humanos e hobbits, com direito a árvores genealógicas.
A trilogia O Senhor dos Anéis não possui o tom infanto-juvenil presente em O Hobbit. A trilogia O Senhor dos Anéis foi adaptada para o cinema em três excelentes filmes, dirigidos por Peter Jackson, que também dirigiu os três filmes baseados em O Hobbit.
Então é isso, espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Clube de Leitura do Cerrado

Olá... Olá... Olá... Tudo bem com vocês??? O post de hoje é para anunciar o Clube de Leitura do Cerrado. A ideia foi da incrível Mariana Gastal, em conjunto com as maravilhosas Vevs Valadares e Isa e fofo do Videl. Para entender melhor como o clube funciona assista o vídeo:



Resolvi participar também, e como o tema desse bimestre é Romance Policial, irei Vocação para o Mal da DIVA J. K. Rowling. Então, BORA participar??? #CLUBEDELEITURADOCERRADO #CLCPOLICIAL

Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

TAG: Hambúrguer Literário

  
Tudo bem com vocês??? No post de hoje irei responder a TAG: Hambúrguer Literário, que foi indicação da linda Aline Sirlene:


Se tiver algum pedido ou indicação é só deixar nos comentários. A Aline indicou a TAG que foi respondida pelo Blog Sobre os Olhos da Alma, que por sua vez viu no Blog Cachola Literária. A TAG relaciona ingredientes de um delicioso hambúrguer com livros, então vamos começar que já deu água na boca.

1 - O primeiro item de um hambúrguer é o pão, ou, neste caso, um livro que faça parte de uma série amada.


Não tem como não mencionar essa série/trilogia SENSACIONAL. Essa trilogia conta a história de Mortimer e sua filha Meggie. Mo, como Meggie chama o pai, tem um dom raro e extraordinário, ler e trazer os personagens lidos a vida. Mas esse dom trará muitas complicações a Mo e a Meggie. Já tem post para todos os livros da trilogia aqui no blog: Coração de Tinta; Sangue de Tinta e Morte de Tinta.


2 - Depois do pão, vem o ingrediente principal do hambúrguer: a carne, que deve ser um livro já lido e apreciado, com mais de 400 páginas.



GENTE, para o mundo que quero descer. Que livro é esse? AMEI. É o quarto livro com Robert Langdon como protagonista, envolve biotecnologia, genética, bioética – SIMPLESMENTE AMEI. Já tem post sobre ele aqui no blog – LINK.


3 - Os próximos ingredientes são 1 fatia de queijo e 1 folha de alface, ou seja, 2 livros finos (menos de 200 páginas) - um que tenha lido e gostado e um que ainda pretende ler.

Para representar um livro que li e gostei escolhi O Menino do Pijama Listrado do John Boyne. A história é narrada por Bruno, um menino de 9 anos, filho de um general nazista, responsável pelo campo de Auschwitz. Por ser narrado pelo ponto de vista de uma criança, é uma narrativa simples, até singela. Já tem post aqui no blog: LINK.



Para representar um livro que quero ler escolhi essa edição incrível de Alice no País das Maravilhas, que ganhei no sorteio do canal Mundos Impressos.



4 - Outro ingrediente essencial é o tomate, uma fatia bem cortada. Aqui devemos escolher um livro que tenha entre 200 e 400 páginas e que tenha sido lido e adorado ou odiado.


QUE LIVRO. Recomendo e muito a leitura dele. Nele conhecemos a família da idosa Park, que está a sua procura, após ela ter se perdido do marido na tumultuada estação de Seul, na Coréia do Sul. Já tem post aqui no blog: LINK.


5 - Para dar um toque especial, o molho, isto é, um livro lido que você achou que ia adorar e odiou, ou um livro que achou que fosse odiar e amou.



Nessa categoria não tem como não citar O Crime do Padre Amaro de Eça de Queiros. Tive de lê-lo no 2º ano do Ensino Médio, imaginei que seria chatérrimo, mas quebrei a cara legal, pois amei a leitura. Como o próprio título já diz, o livro traz a história do padre Amaro e de seu envolvimento amoroso com Amélia, e suas consequências. Já tem post aqui no blog: LINK.


6 - Por fim, é hora de colocar outra fatia de pão e terminar a montagem do lanche. Então temos que escolher o livro de uma série cujo lançamento dos últimos livros gere certo temor.


Não é lançamento, mas sim a leitura, pois amei o primeiro livro e estou SUPER ansiosa pela leitura dos próximos volumes. Já tem post: LINK.


Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Viajei com: O Leitor de Almas - Paul Harper

Olá... Tudo com vocês??? No post de hoje falarei sobre o livro O Leitor de Almas de Paul Harper. Eu ganhei o livro da linda da Nazaré, criadora do grupo Devoradores de Livros.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


Sinopse: Lore Cha e Elise Currin – esposas de dois poderosos e influentes empresários de San Francisco - estão tendo casos extraconjugais com o mesmo homem. As regras dos encontros são sempre as mesmas: nomes verdadeiros e detalhes pessoais ficam fora do quarto.
Mas, quando Vera List, a psicanalista de Lore e Elise, percebe que seus arquivos profissionais estão sendo violados e informações confidenciais, medos e fantasias das mulheres estão sendo utilizados para manipulá-las, o que não passava de uma grande coincidência se torna um perigo fatal.


A história é envolvente, bem ambientada e desenvolvida, o enredo é bem amarrado, além de ter um tema muito interessante. Mas a narrativa possui um ritmo lento, os capítulos são curtos, sem clímax, a única cena de ação fica para as últimas páginas. Senti falta de mais ação, de mais movimentação dos personagens durante a investigação.
Não detalhar mais, para não correr o risco de dar um spoiler, por se tratar de um livro de suspense.  Em resumo: é uma história legal, mas que poderia ser mais bem trabalhada.

De uma conferida e comentem sua opinião. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

TRB: Livros a ler ainda em 2016


Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Correio Coruja e Leituras de Setembro


A Fera em Mim

Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Viajei com: O Diário de Anne Frank

  
Tudo bem com vocês??? No post de hoje irei compartilhar minha experiência de leitura do livro Diário de Anne Frank.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



Para quem não sabe, Anne Frank foi uma garota judia, que durante o período da II Guerra Mundial, juntamente com a família (pai, mãe e a irmã), um casal de vizinho e seu filho, e um dentista. O esconderijo era numa espécie de Anexo do prédio onde seu pai trabalhava. O anexo que serviu de esconderijo foi transformado em um museu dedicado a Anne Frank e sua família.
Durante o período de cerca de 2 anos de esconderijo, que foi de 1942 a 1944, Anne manteve um diário, que posteriormente foi editado e publicado por seu pai. Há várias versões do diário, e essa é uma das mais completas em português. O diário foi localizado pelos colegas de trabalho de seu pai, que os ajudaram durante todo o período que ali passaram.
O diário começa quando Anne o ganha de aniversário, pouco tempo antes de serem obrigados a se esconder. Então de certa forma, no começo ela narra a vida de uma adolescente de 13 anos normal, pelo menos o tão normal pode ser num período de guerra, nessa primeira parte Anne comenta sobre a escola, garotos, vaidade; e claro sobre o andamento da guerra, as restrições cada vez mais severas para os judeus.
Por conta dessas restrições, o pai de Anne, organizou um esconderijo no prédio onde trabalhava, e aos poucos ele e a família foram levando mantimentos, roupas, utensílios de cozinha, etc; pois eles não poderiam depender inteiramente das pessoas que trabalhavam no escritório.
Quando eles se esconderam, os relatos vão se alterando, Anne começa a relatar mais a vida no Anexo, a rotina, o relacionamento entre os moradores, o constante autopoliciamento que viviam: moderar o tom de voz, evitar fazer barulho, em especial no período em que o escritório estava fechado, doenças, a tensão constante em que viviam por conta das invasões no prédio e o medo de serem descobertos.
Anne também aborda assunto como feminismo, relacionamento, família, politica de forma muito madura, apesar da pouca idade (entre 13 e 15 anos). Anne através de seus escritos demonstra ter sido uma pessoa sensível, perceptiva e sonhadora, além de uma pessoa cheia de vida e energia. E tudo isso torna a leitura ainda mais dolorosa para quem conhece o fim dos acontecimentos.
Essa edição da Record é uma das edições mais completas do diário, pois o pai dela editou e suprimiu algumas partes nas primeiras edições. E a própria Anne editou seu diário quando descobriu uma iniciativa do governo holandês de publicar os relatos da guerra, quando esta chegasse ao fim.  Essa edição conta também com um prefácio e um posfacio muito interessante.








Então é isso pessoal. Espero que vocês tenham gostado, beijos e até a próxima.