segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Viajei com: Harry Potter e a Ordem da Fênix - J. K. Rowling.

Mais uma resenha para o Especial Harry Potter, dessa vez será sobre Harry Potter and the Order of the Phoenix, publicado pela Bloomsbury em 2003, sendo traduzido e publicado pela editora Rocco em 2003, como Harry Potter e a Ordem da Fênix, com 702 páginas – sendo o maior livro de toda a série.
O verão está terminando juntamente com as férias, e ao contrário de muitos adolescentes, Harry está ansioso pelo início das aulas e louco por noticias do mundo bruxo, pois desde o fim do ultimo ano letivo ele está se sentido abandonado e isolado de toda comunidade mágica – sem receber noticias de ninguém.
Algumas coisas estranhas acontecem (só para variar um pouco), e Harry e seu primo Duda são atacados por Dementadores, forçando ele a conjurar um patrono – o que resulta em sua expulsão por infringir o decreto que proíbe menores usarem magia fora da escola. Mas o diretor da escola consegue que Harry seja julgado antes de o expulsarem de forma definitiva e após um julgamento muito tumultuado, Harry é inocentado, conseguindo retomar sua vaga em Hogwarts.
Já nas primeiras páginas temos a impressão que esse promete ser o ano mais sofrido para Harry, e logo descobrimos que estávamos certos:

* o ministério passou as férias todas denegrindo a imagem de Harry e Dumbledore através do Profeta Diário;

* muitos colegas passam a ignorar Harry por isso;

* se nós imaginávamos que Lockhart seria o pior professor de Defesa Contra as Artes das Trevas que passaria por Hogwarts, bem, estávamos todos muito enganados, pois eis que surge Dolores Umbridge – vulgo SAPA VELHA ou VACA ROSA (OH criatura asquerosa);

* e para completar com chave de ouro, Harry passa a ter aulas extras com seu professor preferido (SQN), Severo Snape.

Oh ano... Após inúmeros abusos da sapa velha, Hermione convence Harry e um grupo de alunos a formarem uma associação, um grupo de estudo (a Armada de Dumbledore – AD), inspirados na Ordem da Fênix, que é uma organização criada por Dumbledore para enfrentarem Voldemort na Primeira Guerra Bruxa, e que esta sendo retomada por ocasião da volta do vilão.
Nesse livro, apesar de já ser o quinto da série, há espaço para aprendemos e descobrimos muitas coisas sobre a comunidade bruxa, quase de uma forma espontânea; nada sobrecarregado.
Eu tenho quase uma relação de amor e ódio que este livro, pois a Umbridge me irrita profundamente, embora tenha gostado e rido com muitas cenas, principalmente as relacionadas aos gêmeos, e também chorado em outras cenas ...
A J. K. Rowling deixou alguns links para os próximos livros, principalmente para os acontecimentos de HP e as Relíquias da Morte (acontecimentos estes que não serão mencionados para não estragar a surpresa de quem ainda não leu os livros).
E ao final do livro fica o sentimento de que a Segunda Guerra Bruxa se aproxima e que todos devem escolher o lado pelo qual lutará.
Espero que tenham gostado, peço que ajudem a divulgar o blog. Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.


Capa original da edição britânica.


2 comentários:

  1. Tenho vergonha de nao ter lido Harry Potter ainda, preciso ler urgentemente kkkk tenho certeza que vou me apaixonar pela serie.
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel recomendo e muito a série... É muito bem escrita, a história é envolvente. Abraços.

      Excluir