quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Viajei com: Harry Potter e a Câmara Secreta - J. K. Rowling.

Olá!!! Hoje teremos a resenha do segundo livro da série Harry Potter, que foi publicado pela Bloomsbury em 2002 sob o título de Harry Potter and the Chamber of Secrets, sendo traduzido e publicado pela editora Rocco em 2000, como Harry Potter e a Câmara Secreta, com 288 páginas.
Harry, após ter vencido Você-Sabe-Quem novamente, e impedir que ele utilizasse a Pedra Filosofal para retornar, volta para o 2º Ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, mas não do modo convencional. Pois de alguma forma a passagem na Plataforma 9 ¾ se fecha e ele e Rony não conseguem passar.
Se Harry tinha a esperança de um ano tranquilo em Hogwarts, estava enganado, pois algum tempo após o inicio do ano letivo a lendária Câmara Secreta é aberta, onde, segundo uma lenda, se esconde um terrível monstro capaz de matar todos os Nascidos-Trouxas (de pais não bruxos).
A Câmara segundo a lenda foi criada por Salazar Slytherin, o fundador da casa Sonserina, e seria onde ele teria escondido um mostro e somente o seu herdeiro poderia reabri-la e controlar o animal, e assim expurgar os chamados sangues-ruins da escola.
Quando os colegas descobrem que Harry é um ofidioglota (capaz de falar com as cobras, uma característica rara entre os bruxos, que Salazar Slytherin também possuía) eles passam a achar que Harry é o herdeiro de Salazar e que ele teria aberto a câmara.
Bem, mais que isso seria dar spoiler, mas posso adiantar que é um dos livros mais engraçado da série, pois com o passar dos anos a história vai ficando mais densa, já não tendo tanto espaço para o humor. Os temas mencionados na primeira resenha estão presente nessa obra também, e as discussões vão se tornando mais profundas no decorrer da série.
Aqui conhecemos a casa dos Weasley, a Murta-que-Geme, o pomposo Gilderoy Lockhart, o Dobby e a Família de Draco Malfoy.
O que é muito legal na série é que apesar de se tratar de um universo totalmente diferente do que estamos acostumados, J. K. não nos enche de informações a ponto de fundir o nosso cérebro, ela vai nos situando devagar, assim como acontece com o próprio Harry (que foi criado por trouxas, totalmente longe do mundo mágico).
Em a Câmara Secreta conhecemos um pouco mais desse mundo mágico:

* Descobrimos que eles têm um sistema prisional, Azkaban;
* Que assim como na Inglaterra, eles têm um Primeiro-Ministro – Cornélio Fudge;
* Conhecemos criaturas mágicas, como o basilisco e fênix.


Espero que vocês tenham gostado, peço que ajudem a divulgar o blog.
Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

Capa original da britânica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário