sexta-feira, 9 de junho de 2017

Projeto de Leitura em Conjunto - O Conde de Monte Cristo #7


Tudo bem com vocês??? No post de hoje irei comentar sobre a 5º semana do Projeto de Leitura Compartilhada do livro O Conde de Monte Cristo.
Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



Valetine, filha de Villefort e Maximilien, filho do sr. Morrel estão apaixonados, mas a moça está prometida a Franz, que é amigo de Albert, e filho do general Epinay, que fora assinado, na época da prisão de Dantès, por Noitier, avô da moça e pai de Villefort.
Villefort faz questão desse casamento como forma de minimizar as suspeitas que ainda pairam sobre seu pai, sem levar em consideração os sentimentos da filha, que é avessa a esse casamento. Mas Maximilien não se dá por vencido e promete buscar ajuda ao Conde de Monte Cristo, que lhe foi amigável desde que se conheceram.
A moça não coloca muitas esperanças nessa ajuda, já que o conde demonstra ser muito amigo da sra. Villefort, mas o que ela não sabe é a intenção por trás dessa suposta amizade.
Enquanto os dois amantes conversam, o conde chega a casa dos Villefort para retribuir a visita. E acaba tendo uma conversa bem estranha com a sra. Villefort sobre venenos e antídotos, o que tenho certeza não foi sem segundas intenções, já que lhe promete enviar. Talvez Dantès tenha a intenção de incrimina-la pelo envenenamento de alguém, provavelmente Valentine ou Noitier.
Após fazer amizade com Lucien Debray, um “amigo” muito próximo da sra. Danglars, Monte Cristo fica sabendo que ela arrisca muito na bolsa de valores, mas acaba ganhado muito dinheiro com isso. E percebemos que é dessa forma que se vingará de Danglars, pela riqueza.
Posteriormente, Edmond vai a um telegrafo bem afastado, e suborna o transmissor a enviar uma mensagem errada, que dá a entender que haverá guerra na Espanha, o que leva Danglars a vender todos os seus títulos espanhóis, e perder meio milhão de francos, mas no dia seguinte, quando a noticia é desmentida, as ações dobram de valor, o que eleva o prejuízo a um milhão de francos. O que é de enlouquecer qualquer um.
Mas temos dois capítulos, um onde Monte Cristo conversa com uma pessoa que se passa por Major Cavalcanti e no outro com um que se passa por Andrea Cavalcanti, o filho sequestrado do major. Tudo isso foi arquitetado por Edmond, usando disfarce, mas não consegui me atentar para a finalizada, mas creio que logo ficará clara.
Ao ser informado do casamento, por Villefort e a esposa, Noirtier não se agrada em nada da escolha do noivo, já que ele tinha sérias divergências politicas com o pai do rapaz, a ponto de mata-lo. E tentando mudar a decisão do filho, ele deserda Valentine, destinando toda sua fortuna para a caridade.
É aí que Monte Cristo faz uma segunda visita aos Villefort para reafirmar o convite ao jantar que ele oferecerá, na casa onde Villefort foi esfaqueado. Alguma coisa ele está aprontando e eu estou bem ansiosa para descobrir.
É aqui que terminamos nossa leitura da semana. E nessa próxima semana leremos da Parte IV, Capítulo 5 – Os fantasmas até o Capítulo 16– A promessa.
Logo logo começaria a preparar uma supressa para os participantes ativos da leitura. Então não deixem de comentar suas impressões da leitura da semana. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário