sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Viajei com: O Símbolo Perdido - Dan Brown

Olá, estamos na penúltima resenha do “Especial Dan Brown” – o livro de hoje é O Símbolo Perdido – quinto livro do Dan. Não foi um livro que agradou muitos fãs do autor, mas eu gostei, embora não seja meu preferido.


Vamos à obra: Após as aventuras vividas em Anjos e Demônios e O Código Da Vinci, Langdon se vê novamente em apuros ao receber um convite em nome de seu grande amigo e mentor, Peter Solomon, para proferir uma palestra no Capitólio em Washington. Mas ao chegar ao local... nada – nem palestra, nem Peter, nada. Langdon descobre que fora atraído até ali por Mal’akh – que acredita que os maçons de mais alto grau (grupo ao qual Peter pertence) tenham escondido a fonte de poderes extraordinários sob o Capitólio, e conta com ajuda de Langdon para decifrar as pistas e chegar até essa fonte, e para garantir a cooperação de Robert, Mal’akh sequestra Peter.
O tempo está correndo, e nessa aventura Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter, que é uma renomada cientista da área da Noética - disciplina que estuda os fenômenos subjetivos da consciência, da mente, do espírito e da vida a partir do ponto de vista da ciência: de forma geral estuda o poder da mente.
Não bastasse a perseguição de Mal’akh, os dois precisam fugir de agentes do Escritório de Segurança da CIA – agência que criada para fiscalizar a própria CIA.

Como nos outros livros do autor – aventura ocorre em poucas horas – e nada é o que parece ser – preparem-se para surpresas e reviravoltas – não é o melhor do Dan, mas fica recomendado – pois as descrições de Dan Brown falem muito a pena.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário