segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Viajei com: The Beauty of Darkness - Mary E. Pearson


Tudo bem com vocês??? No post de hoje irei comentar sobre o livro The Beauty of Darkness de Mary E. Pearson. Esse é o terceiro volume da trilogia As Crônicas de Amor e Ódio, composta por The Kiss of Deception e The Heart of Betrayal. Por se tratar do último volume da trilogia é lógico que haverá spoiler dos volumes anteriores.



Sinopse: A trilogia Crônicas de Amor e Ódio chega ao fim de maneira arrasadora. A história de Lia inspirou muitos leitores a embarcarem em uma jornada extraordinária repleta de ação, romance, mistérios e autoconhecimento, em um universo deslumbrante criado pela premiada escritora Mary E. Pearson, onde o poder feminino é a força motriz capaz de mudar e fazer toda a diferença no novo mundo em construção.
Lia sobreviveu a Venda, mas não foi a única. Um grande mal pretende destruir o reino de Morrighan, e somente ela pode impedi-lo. Com a guerra no horizonte, Lia não tem escolha a não ser assumir seu papel de Primeira Filha, como uma verdadeira guerreira — e líder.
Enquanto luta para chegar a Morrighan a tempo de salvar seu povo, ela precisa cuidar do seu coração e seus sentimentos conflituosos em relação a Rafe e as suspeitas contra Kaden, que a tem perseguido. Nesta conclusão de tirar o fôlego, os traidores devem ser aniquilados, sacrifícios precisam ser feitos e conflitos que pareciam insolúveis terão que ser superados enquanto o futuro de todos os reinos está por um fio e nas mãos dessa determinada e inigualável mulher.


A escrita da autora continua sensacional, a construção do mundo e dos personagens é muito legal. Mas a finalização da trilogia teve pontos positivos e pontos negativos.
Após a fuga de Venda, Lia, Rafe e seus amigos tentam chegar a Dalbrecke em segurança, para posteriormente informar Morrighan dos planos do Komizar. Devo confessar que me decepcionei um pouco com Rafe, pois ele se mostra MUITO machista, deixando Lia fora das decisões que precisam ser tomadas, mas aos poucos ele vai se redimindo, o que gostei muito, e faz sentindo, pois anos de uma cultura patriarcal, uma mulher participar das decisões e se envolver nas tramas políticas causa estranhamento, o que ter uma mente aberta pode muito bem resolver.
Empoderamento feminino na história é sensacional, as personagens femininas não são masculinizadas, possuem sua feminilidade, mas não baixam a cabeça e mostram do que são capazes, além da amizade entre elas.
Gostei muito da trama política ter sido trabalhada, bem como a parte histórica dos três reinos, e uma mensagem clara nesse ponto é que “os vencedores escrevem a historia”, e que nem sempre o que é contado como história é a verdade dos fatos. E gostei do destino dos reinos, de como a autora deu um destino bacana para cada um.
Mas achei o começo muito enrolado e o final muito abrupto, como se ela pensasse que tinha outro livro pra continuar a história, e nas últimas 70 páginas ela percebeu que não tinha, que esse era o último, e correu para resolver tudo.
Desde o princípio ficou claro que o livro não focaria no triângulo amoroso, que na verdade nem existe, pois a Lia nunca sentiu mais que amizade por Kaden, mas alguns detalhes ficaram de lado, como o dom.
Por exemplo, gostei do final do Kaden, embora o personagem poderia ter sido mais explorado, assim como o destino final da Lia e do Rafe. Talvez a autora volte a escrever algo nesse universo e explore mais a história desses personagens.
A batalha também não foi bem desenvolvida, foi aquela criando aquela expectativa, uma batalha gigantesca, terrível e... puft, piscou o olho e já acabou, e eu estava esperando uma batalha mais épica como em O Senhor dos Anéis ou Harry Potter.
O livro foi ruim??? De forma alguma, achei um bom fechamento de trilogia, mas que poderia ter entregado mais. É um prato bem feito, bem executado, mas não é um prato excepcional. A autora parece ser bem atenciosa com seus leitores, pois quando postei as fotos dos livros no meu Instagram ela curtiu, o que me deixou bem surpresa. Então é isso, espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário