segunda-feira, 17 de abril de 2017

Viajei com: Coração de Aço - Brandon Sanderson


Tudo bem com vocês??? No post de hoje quero conversar um pouquinho sobre o livro Coração de Aço de Brandon Sanderson. O livro veio na minha mala do Turista Literário de Dezembro, caso queira conferir o Unboxing é só clicar no link.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


Quando um fenômeno desconhecido, denominado como Calamidade, surge nos céus, semelhante a uma estrela de fogo, pessoas comuns ganharam os mais variados poderes sobre-humanos: invisibilidade, controle sobre a terra, o fogo, o ar, a água, a energia, etc.


Os Épicos, como passam a se chamar as pessoas que receberam esses poderes, ao invés de se tornaram heróis, como algumas pessoas esperavam, se tornam ditadores sedentos de poder, que lutaram entre si para conseguir o domínio de suas cidades.
Nova Chicago, onde se passa a história, é dominada por Coração de Aço, um dos épicos mais poderosos, que possui o poder de transformar matérias inanimadas, inclusive cadáveres, em aço, além de invulnerabilidade: tiro, explosões, NADA o afeta.
Mas como todos os épicos, ele tem uma fraqueza. O pai de David, o narrador da história, foi o único que conseguiu ferir, Coração de Aço, mesmo que acidentalmente. Por causa disso Coração de Aço o matou e a todos que testemunharam a cena, menos David, que foi criado numa Fabrica, uma espécie de orfanato, onde as crianças trabalham em troca de comida, escola e abrigo.
Durante 10 anos David tem reunido informações sobre os épicos: seus poderes, suas fraquezas, ataques, fotos, tudo e qualquer informação que ajude ele a lutar contra eles. Seu sonho é se juntar aos Executores, um grupo que luta contra os épicos.
O livro é narrado em primeira pessoa pelo David, o que é bem interessante para no desenrolar da história, já que sabemos acesso apenas ao David sabe, vê ou pensa. E isso torna o livro com MUITAS reviravoltas.
O livro tem uma pegada bem infato-juvenil, com direito a paixonite adolescente. A história é MUITO bem escrita, com bons diálogos, tiradas engraçadas, e Brandon consegue transcrever de uma forma muito visual, muito real as batalhas e todas as situações. Durante a leitura ficamos tensos, rimos e nos espantamos – é SENSACIONAL, ainda mais que o livro tem essa pegada de super-heróis, mas às avessas.
A edição está muito boa, com espaçamento bom, papel amarelado, que muito amor, capa muito show.


Então ALEPH sua LINDA, lança logo os demais volumes dessa série, que já foram lançados lá fora, por que tá osso a ansiedade.

Então é isso pessoal, fica muito recomendado o livro. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário