segunda-feira, 23 de abril de 2018

Viajei com: A volta ao mundo em 80 dias - Jules Verne


Tudo bem com vocês??? No post de hoje irei comentar sobre o livro A volta ao mundo em 80 dias de Jules Verne. O livro foi publicado em 1874, sendo uma das obras mais conhecidas de Verne.


O cavalheiro inglês, Phileas Fogg é um gentleman solitário, enigmático, metódico, que mantinha sempre uma inabalável rotina: as 8 da manha se levantava, tomava o desjejum, as 9:37 se barbeava e ia para o Reform Club, onde almoçava, lia jornais e jogava wist, retornando a sua casa a meia-noite.
Phileas segue essa rotina, como um relógio, até que surge uma reportagem sobre a possibilidade de se dar a volta ao mundo em 80 dias. Muito se discute sobre a inviabilidade dessa empreitada, gerando certa comoção entre os cavalheiros. E como dizem as más línguas, um inglês dificilmente rejeita uma aposta, Phileas aposta metade de sua fortuna com os colegas que ele conseguiria dar a volta nesse prazo.
Phileas parte imediatamente em sua aventura, acompanhado de seu criado, o francês Passepartout, e nos vamos acompanhado o desenrolar dessa historia torcendo para que ele consiga cumprir sua viagem dentro do prazo.
A escrita de Verne é sensacional e envolvente, com várias reviravoltas, além de o autor ter um cuidado imenso em suas pesquisas, tentando passar as informações da forma mais acurada o possível.
Na leitura dos livros de Verne, percebemos o quanto ele era um visionário, já que nessa época as viagens eram arriscadas, e as travessias marítimas e ferroviárias envolviam grandes riscos, e Verne já previa o aspecto turístico que as viagens adquiririam posteriormente.
É impossível não imaginar o quanto as viagens se tornaram mais rápidas, confortáveis e seguras, e o quanto isso pode ser melhorado com os avanços científicos...
E a edição está um espetáculo, pois como sempre a Zahar arrasa.





Então é isso, espero que vocês tenham gostado, e fica aqui minha forte indicação da leitura desse livro sensacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário