segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Viajei com: Cartas Extraordinárias - Shaun Usher.


TUDO BEM??? Hoje quero comentar com vocês sobre minha experiência de leitura de Cartas Extraordinárias que foi organizado por Shaun Usher e foi publicado aqui no Brasil em 2014, pela Companhia das Letras, e claro a edição está LINDA, LINDA, LINDA.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


Sinopse: Do comovente bilhete suicida de Virginia Woolf à receita que a rainha Elizabeth II enviou ao presidente americano Eisenhower; do pedido especial que Fidel Castro, aos catorze anos, faz a Franklin D. Roosevelt à carta em que Gandhi suplica a Hitler que tenha calma; e da bela carta em que Iggy Pop dá conselhos a uma fã atormentada ao genial pedido de emprego de Leonardo da Vinci - Cartas extraordinárias é uma celebração do poder da correspondência escrita, que captura o humor, a seriedade e o brilhantismo que fazem parte da vida de todos nós.
Esta coletânea de mais de 125 cartas oferece um olhar inédito sobre os eventos e as pessoas notáveis da nossa história. O livro reproduz a maior parte dos fac-símiles das missivas, com sua transcrição e uma breve contextualização, além de ser ricamente ilustrado com fotografias e documentos. A engenhosa organização de Shaun Usher cria uma experiência de leitura que proporciona muitas descobertas, e cada nova página traz uma bela surpresa para o leitor. Não apenas um deleite literário, mas também um livro-presente inesquecível.
Inclui cartas de: Zelda Fitzgerald, Dostoiévski, Amelia Earhart, Charles Darwin, Albert Einstein, Elvis Presley, Dorothy Parker, John F. Kennedy, Charles Dickens, Katharine Hepburn, Mick Jagger, Steve Martin, Emily Dickinson e muito mais.

O projeto desse livro começou quando Shaun Usher criou um site chamado Letters of Note, onde ele publica compilações de cartas incríveis, algumas dessas foram publicadas nesse livro.
Ao todo são 125 cartas, algumas engraçadas, algumas tocantes, algumas de celebridades, outras de pessoas anônimas, algumas recentes, outras antigas, enfim, uma grande variedade de correspondências. E a introdução do livro é uma carta à parte, INCRÍVEL.
Eu marquei algumas cartas, que mais me chamaram a atenção, entre elas:

* a carta de Jack, o estripador para o chefe de um grupo que procurava o responsável pelos “Crimes de Whitechapel”, ou seja, o Jack. É horripilante.

* a carta do comediante Bill Hicks para um sacerdote que queria o cancelamento de seu programa, que me deixou estupefata, muitas pessoas, muitas mesmo, precisam ler essa carta.

* a carta super amistosa de John Kricfalusi para Amir Avni, ambos são desenhistas: deixou-me encantada.

* a carta de Charles Dickens para o Times, me fez lembrar que apesar do tempo que passou, o ser humano contínua gostando de um espetáculo grotesco.

* a carta de uma mulher que passou por uma mastectomia em 1855, sem anestesia... É angustiante.

* E TANTAS OUTRAS...

Cada carta é uma história em si. Tem algumas que não me chamaram muito a atenção, mas outras me deixaram sem palavras. Não irei transcrever nenhum trecho para não estragar a surpresa da leitura, mas postarei alguns detalhes do livro.

O livro possui orelhas ENORMES, o que eu adoro.
 
Possui sumário, e no fim possui índice com os nomes dos remetentes, destinatários e pessoas citadas.

A introdução é SHOW, o que só instiga mais ainda a leitura.

Muitas cartas possuem o facsimile da carta original, algumas trazem fotos. Em alguns poucos casos trazem a carta que gerou a reposta ou a resposta a carta.

Todas as cartas estão numeradas, e são nomeadas. E trazem um breve explicação sobre ela.


Fica extremamente recomendado esse livro maravilhoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário