segunda-feira, 23 de março de 2015

Viajei com: Os Miseráveis - Victor Hugo PLM #2

Olá... A blogueira mais sumida da bloguesfera está de volta... e o post de hoje é para falar sobre o incrível livro lido para representar a França no Projeto Lendo o Mundo, que foi Os Miseráveis de Victor Hugo. Fiquei com muita vontade, mais muita vontade mesmo, de ler esse livro após ver os vídeos da Vevs Valadares e Tatiana Feltrin falando sobre ele, super recomendo os vídeos.


A obra foi publicada em 1862, simultaneamente em 8 cidades (Budapeste, Bruxelas, Leipzig, Milão, Paris, Rio de Janeiro, Roterdã e Varsóvia), e na edição de bolso (SQÑ) da Cosac Naify possui 1976 páginas, tendo uma introdução e um retrato histórico da obra (publicação, estudos, adaptações, citações) no final do livro, sendo um grande best-seller na época.
A história se passa entre a Batalha de Warteloo (1815) e os Motins de Julho (1832), sendo dividida em 5 volume (Fantine; Cosette; Marius; Idílio da Rue Plumet e a Epopeia da Rue Saint-Denis e Jean Valjean), que são divididos em capítulos.
Como já havia dito: em certos momentos o livro mais parece uma lista telefônica do que um romance, de tanto personagens que surgem, e achei difícil de acompanhar, mas depois acabei me acostumando, e há personagens que mudam mais de nome do que a Beyonce muda de roupa no show... mas como já disse dá para se acostumar.
O que me chamou a atenção é a teia de histórias que o autor construiu: pois de certa forma todas as histórias dos diversos personagens, estão interligadas (mesmo que às vezes eles não saibam), e com isso não há um único protagonista, mas sim, vários protagonistas, incluído o próprio narrador, que sabe tudo e dá seus palpites em vários momentos.
Em meio a tantos personagens, que não são de um todo coadjuvante, pois em alguns momentos são o foco da narrativa, mas que não são de um todo protagonista, fica difícil apontar um protagonista, mas se fosse para escolher um protagonista, eu concordo com a Vevs, e escolheria Jean Valjean, pois de todos, ele é o que mais é mencionado.
Jean Valjean, é um grilheta, um forçado (condenado a trabalhos forçados nas galés por 19 anos – 5 anos por ter roubado pão para alimentar os sobrinhos, e 14 anos pelas tentativas de fugas), que ao ganhar a suposta liberdade, se vê abandonado e rejeitado por todos, encontra-se numa situação lastimável, até ser acolhido por Dom Bievenu, encontro esse que mudaria sua vida completamente.
Charles Myriel ou Dom Bienvenu, como era chamado o bispo de Digne, é um homem muito simples e caridoso – nele Victor Hugo retratou todo comportamento de um autêntico cristão que vive uma vida baseada no evangelho, devo confessar que esse personagem me despertou muita simpatia, embora eu não seja nem de longe tão virtuosa. Através do comportamento de D. Bievenu e de alguns comentários feitos pelo narrador, Victor Hugo critica a pompa, frivolidade e distanciamento do cristianismo pregado pelo evangelho do cristianismo vivido pela igreja da época. Vale a pena a leitura só para conhecê-lo.
Para finalizar, quero falar de algo que ouvi muito enquanto lia: “Nossa esse livro é gigante (quase 2000 páginas)”, “Quero muito ler, mas é muito grande”. Sim ele é muito grande, é gigante, mas a história, a escrita, os personagens valem cada minuto “gasto”, cada página lida. Levei cerca de três meses para concluir a leitura, comecei a leitura em meados de Dezembro do ano passado, e terminei em meados de Março, pois esse livro, em minha opinião, deve ser lido com calma, aproveitando cada página.
Intercalar a leitura desse livro com outras mais leves e rápidas ajuda e muito, principalmente se você não gosta de ficar muito tempo lendo um livro só. Por exemplo, eu intercalei com: O Mágico de Oz; Quem é você, Alasca?; Cidades Mortas; As Aventuras de Pi; 2 volumes de Peanuts completo (1955 – 1956; 1957 – 1958); Dom Casmurro em Quadrinhos; 20 000 léguas submarinas em Quadrinhos; 12 trabalhos de Hercules em Quadrinhos; Frritt-Flacc e Chapeuzinho Amarelo. Então se você tem interesse em ler essa obra, não se assuste pelo tamanho, dê o pontapé inicial e boa leitura.

Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

2 comentários:

  1. Tá na minha wishlist literária! :O quero já!
    adorei sua resenha, muito completa! *-*

    Blog Literalinda

    ResponderExcluir