segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Viajei com: O Sobrinho do Mago (As Crônicas de Nárnia) - C. S. Lewis

OLÁ, atendendo a pedido vou fazer um especial As Crônicas de Nárnia – C. S. Lewis. Ao todo são 7 livros, que podem ser lidos tanto em ordem de publicação como em ordem cronológica das histórias.


ORDEM DE PUBLICAÇÃO
ORDEM CRONOLÓGICA
O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa
O Sobrinho do Mago
Príncipe Caspian
O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa
A Viagem do Peregrino da Alvorada
O Cavalo e seu Menino
A Cadeira de Prata
Príncipe Caspian
O Cavalo e seu Menino
A Viagem do Peregrino da Alvorada
Sobrinho do Mago
A Cadeira de Prata
A Última Batalha
A Última Batalha

A ordem que vou utilizar no especial será a cronológica, ordem utilizada na edição volume único da Martins Fontes (a capa é linda, mas pena que é mole e as ilustrações lembram a foto xerocada).
As resenhas serão curtas, pois as histórias em si são curtas, e se eu falar demais vou acabar dando spoiler. As histórias foram ilustradas por Pauline Baynes.




A primeira história que se passa em Nárnia é O Sobrinho do Mago, onde é descrita a criação de Nárnia por Aslam, como foi criado o guarda-roupa mágico do livro O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, e como Jadis (a feiticeira branca) chegou em Nárnia.
Em O Sobrinho do Mago, conhecemos Digory Kirke e Polly, que são enviados através de anéis mágicos, que foram criados pelo tio de Digory, o tio André, para uma dimensão onde eles tem acesso a vários outros mundos, esse lugar recebe o nome de “Bosque Entre Dois Mundos”. Ao chegarem a esse bosque, os dois começam a explorar o local, nessa exploração, eles conhecem Jadis, e se instaura a confusão. A história é curtinha, nessa minha edição da Martins Fontes têm 88 páginas (11 a 98), e não têm como falar mais sem dar spoiler.
Sobre minhas impressões ao ler o livro: quem já leu o livro de Gênesis consegue fazer muitas associações durante a narrativa, muitas mesmo. Como eu li nas férias acabei ficando até meia-noite, uma hora da manhã lendo, por que é uma leitura é envolvente e flui muito rápido.
Na resenha sobre a Trilogia Mundo de Tinta eu disse que nunca havia ficado com tanta raiva de um personagem como fiquei de Orfeu, bom eu havia me esquecido de tio André, que seria uma boa dupla para o Cabeça de Queijo. Oh criatura mesquinha e asquerosa.
Espero que tenham gostado, e quinta-feira tem mais Nárnia. Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário