quarta-feira, 29 de outubro de 2014

TAG - Livros ou Travessuras


Olá, hoje o blog vai entrar no clima do Halloween!!! Aproveitando esse clima responderei a TAG “Livros ou Travessuras?”, que vi lá no Livrofagia. Então vamos às perguntas!



1°. Livro Drácula: Os vampiros são caracterizados por sugar o sangue alheio, cite aquele livro que sugou todas as suas forças, deixando você sem ar.



Ponto de Impacto
 – Dan Brown. Já tem resenha no blog. A escrita do Dan é frenética e tudo ocorre em um piscar de olhos. É um livro que me fez ficar sem folego e ler compulsivamente para conseguir saber o final.



2°. Livro Fantasma: É de consenso geral que os fantasmas existem nas histórias de terror para assustar e assombrar a todos. Comente sobre aquele livro que te assombrou durante muito tempo.


Momento confessionário... KKK... Não gosto de livro de terror, e para vocês terem um base, fiquei muito impressionada com livro O Cão dos Baskerville – Arthur Conan Doyle.


3°. Livro Lobisomem: Tal qual a licantropia que passa de mordida por mordida, cite um livro que você gostou tanto que indicou a várias pessoas.


E Não sobrou nenhum (é já faz um tempo que não falo dele). Simplesmente fantástico, um dos melhores livros da Agatha, e já tem resenha no blog.



4°. Livro Bruxa: Bruxas são famosas por jogarem feitiços e maldições nas pessoas. Portanto, conte-nos qual livro que te enfeitiçou, pode ser tanto de forma positiva quanto negativa.


DE FORMA POSITIVA definitivamente: Trilogia Mundo de Tinta. Já tem resenha no blog: SUPER RECOMENDO.



5°. Livro Frankenstein: Infelizmente, o Frankenstein é aquele personagem o qual as pessoas julgam pela sua aparência aterrorizadora. Em sua homenagem, comente aquele livro que a princípio você julgou mal pela capa, mas ao ler você acabou gostando da história.



Não sou de julgar um livro pela capa, mas um livro que a princípio imaginei que não fosse gostar é O Mundo de Sofia – Jostein Gaarden, que pretendo reler logo. Tive que ler ele na faculdade, para a disciplina de Filosofia. Quando o professor sugeriu (minto, obrigou) a leitura, por se tratar de livro sobre filosofia, logo imaginei “Lá vem livro chato!”, mas não, me enganei totalmente, e gostei muito da história. Consegui compreender muito bem os conceitos filosóficos apresentado pelo professor e o final é nada menos que surpreendente.



6°. Livro Zombie: O Zombie é aquele personagem clássico que não dorme. Qual foi o livro que te fez ficar acordada a noite toda sem conseguir parar de ler?


Nesse caso não foi um, e sim 4 – os quatro livros da série As Brumas de Avalon – Marion Zimmer Bladley, que comprei por indicação da Tatiane Feltrin. Quando estava próxima do fim dos livros dava uma estendida na leitura – por que estava LOUCA para saber o que ia acontecer. A série é simplesmente maravilhosa. Há alguns livros que antecedem a série que pretendo ler futuramente, e estão na minha lista.


7°. Livro Gato Preto: Essa é aquela lenda que você não sabe se acredita ou não e acaba ficando confuso. Sendo assim, fale daquele livro que te deixou confuso, sem saber muito bem como reagir a ele.


A Hora da Estrela
 – Clarice Lispector. O narrador conseguiu passar essa sensação de confusão de sentimentos (amor e ódio). Pois ele próprio escreve a obra na tentativa de se livrar desse sentimento, desse incômodo que a personagem provoca nele. E confesso que fiquei muito confusa quantos aos meus sentimentos por Macabéa.



8°. Livro Fogueira: A fogueira foi a causa das mortes injustas de muitas “bruxas”, assim como um símbolo presente em várias narrativas de horror. Conte sobre aquele livro que acendeu uma chama interior e te deixou pegando fogo de tanta raiva.


O Crime do Padre Amaro – Eça de Queiroz. Tive que ler ele no 2º Ano do Ensino Médio e estou relendo atualmente. Apesar da linguagem antiga consegui ler sem problemas. Fiquei com tanto ódio de um personagem, que realmente desejei um fogueira para ele – sem comentários, pois a minha vontade era de ser uma língua encantada para entrar no livro e socar a cara dele.



9°. Livro Cavaleiro Sem Cabeça: Diz a lenda que o Cavaleiro que assombrava Sleepy Hollow perdeu a cabeça durante a Guerra da Independência dos EUA. Porém aqui o que faz perder qualquer parte do corpo são os livros, por isso, conte-nos sobre aquele livro que te fez perder a cabeça, ou seja, a compostura.


O livro de peças teatrais de Martins Pena (O Noviço, Juiz de Paz na Roça e Quem Casa Quer Casa) – altas risadas. Se você lê em metrô, ônibus ou qualquer lugar público e não quer passar vergonha por está rindo que nem um idiota: não recomendo.


10°. Livro Cemitério: O cemitério é um cenário clássico do Halloween e das narrativas de terror, ele é considerado um lugar terrivelmente calmo e silencioso, reservado para o sepultamento dos mortos. Para caracterizar o cemitério, cite aquele livro que você enterrou na sua estante, não terminou de ler ou nem mesmo começou, seja por ter esquecido ou por ter desanimado com a história.



Geralmente sou muito persistente, mas Os Sertões – Euclides da Cunha conseguiu vencer minha persistência, e não tive alternativa senão abandona-lo. Narrativa jornalística é muito cansativa, acho extremamente repetitiva e monótona – para mim não flui.



Espero que tenham gostado. Peço que ajudem a divulgar o blog. Caso queira comprar alguns dos livros, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional. Beijos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário